Prezados alunos, bom dia!

Convidamos a todos para a palestra a ser proferida pelo fotógrafo TONINHO CURY sobre o tema “Causos e imagens de Rio Preto na visão de um fotógrafo”. Será no próximo dia 10 de setembro, início às 9:00 horas, na Salão Nobre da ACIRP, Rua Silva Jardim, 3099, Centro, São José do Rio Preto – SP – Brasil.  Imperdível!

Serão expedidos certificados no total de 4 horas/aula.

Esta é uma atividade organizada pelo IHGG -São José do Rio Preto/SP. O IHGG é uma instituição sem fins lucrativos, fundada em 18/03/03 com a finalidade de promover a pesquisa e a divulgação da História, Geografia, Genealogia e Ciências Correlatas da região de São José Rio Preto/SP. Tem sua  sede na cidade de São José do Rio Preto-SP, à Rua Saldanha Marinho, n° 3.117, Centro. É uma sociedade cultural, educacional  de interesse público, de duração ilimitada, constituída como pessoa jurídica civil  de direito privado, sem fins lucrativos, tem por finalidade desenvolver e  promover a pesquisa e a divulgação da História, da Geografia, da Genealogia e das Ciências Correlatas,  com atuação na região noroeste do estado de São Paulo, e é uma entidade declarada de Utilidade Pública pela Lei Municipal n° 433, de  03 de março de 2005

O link com fotos e a biografia do fotógrafo pode ser acessado em: http://www.toninhocury.com.br/

 Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

Grupo de Arte Chinesa faz Apresentação em Rio Preto nesta Sexta-feira

On março 30, 2011, in Miscelan, OPH, by Fábio Fernandes Villela

Grupo de arte chinesa faz apresentação em Rio Preto nesta sexta-feira

Espetáculo da Dança do Dragão e do Leão é uma das grandes atrações

Famoso pelos vários prêmios e apresentações em concursos e campeonatos de Dança do Dragão e do Leão na China e no exterior, o Grupo de Dança do Dragão e do Leão da Universidade de Hubei se apresenta em Rio Preto, no Teatro Municipal, nesta sexta-feira (1/4), às 20h, com entrada franca.

A iniciativa de trazer o grupo chinês ao Brasil é do Instituto Confúcio na Unesp, que recebeu na V Conferência dos Institutos Confúcio em Pequim, em dezembro de 2010, o prêmio de Instituto Confúcio do Ano entre os 322 institutos existentes em 96 países.
A missão do Instituto Confúcio na Unesp é ensinar a língua chinesa, divulgar a cultura e a história da China e fortalecer o intercâmbio cultural e acadêmico entre o Brasil e a China.

Na visita ao Brasil, o grupo irá se apresentar também em Brasília (apresentação fechada na Embaixada da China no Brasil, dia 3/4), Presidente Prudente (Teatro Municipal, dia 5/4), São Paulo (Instituto de Artes da Unesp, dia 6/4) e Campinas (Teatro da PUC, dia 7/4 ). O espetáculo, com uma hora de duração, tem nove apresentações (veja abaixo).

Fundado em 1995 e formado por 25 jovens artistas, o grupo foi premiado em vários concursos e campeonatos, tais como o Concurso Internacional de Especialistas de Dança do Dragão e do Leão da cidade de Hangzhou em 2009; o Festival de Adoração das Raízes Rústicas Chinesas, em Beijing, em 2009; o Concurso Internacional de Dança do Dragão e do Leão, na cidade de Jiujiang, em 2007; o Concurso Internacional de Convidados de Dança do Dragão e do Leão, na cidade de Fenghua, em 2007; e o Festival de Arte de Estudantes Universitários da Província de Hubei em 2007. Em 2009, apresentou-se no Confucius Institute da Universidade de Memphis, nos Estados Unidos.

Confira as novas apresentações do espetáculo:

1. “O Dragão Dourado Dá as Boas-vindas à Primavera” (apresentação da dança do dragão) A dança do dragão surgiu durante a Dinastia Han (de 206 a.C. a 220 d.C). 

2. “Fan Fung Wu Yun” (apresentação de tai chi fan)
O Tai Chi fan é um estilo único de programa de condicionamento de artes marciais, que combina tai chi e outras artes marciais com movimentos de dança. As técnicas do Tai Chi combinado com o fan são utilizadas tanto para atacar como para defender. É uma mistura de apresentação esportiva e artística.

3. “Boxe Mágico Oriental” (show de Tai Chi Chuan)
O Tai Chi Chuan está inteiramente ligado ao Taoísmo da China antiga. É o produto da perfeita combinação da teoria chinesa do pensamento dialético com as artes marciais. No Tai Chi Chuan as teorias do uso do poder do atacante para atacar, a suavidade de se derrotar o forte, a inação contra a ação etc., são todos derivados da filosofia taoísta. É uma forma especial chinesa de apresentar técnicas de saúde e autodesenvolvimento.

4. Show de pipa, xadrez, caligrafia e pintura chinesa em tecido
Usando o som do pipa no fundo da cena, esta apresentação oferecerá ao público um show que combina vários elementos chineses, como antigas vestimentas, caligrafia ao vivo, telas de xadrez, artes marciais etc. O instrumentista pertence à Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade de Hubei. O pintor é estudante da Faculdade de Artes de Hubei e foi aluno do conhecido artista chinês contemporâneo Yan Jiakuan.

5. “Majestoso” (show de facas, armas e bastões)
Com a disseminação de filmes chineses de kungfu, as artes marciais chinesas vêm sendo gradualmente reconhecidas e aceitas por pessoas do mundo todo. Os equipamentos das artes marciais – facas, armas e bastões – são considerados misteriosos e atraem um amplo leque de entusiastas. O show procura minimizar o risco das armas, destacando o condicionamento, efeito do autodesenvolvimento. O objetivo é permitir que o público veja de perto uma arte marcial misteriosa e tenha uma compreensão mais profunda da cultura chinesa.

6. “A Casa dos Punhais Voadores” (apresentações de música folclórica e show de espadas de Tai Chi)
O pipa tem uma história de mais de 2 mil anos e é considerado o “rei dos instrumentos de corda tangidos da China”. “A Casa dos Punhais Voadores” é uma obra famosa de música de pipa. Com técnica narrativa, esta música expressa bem a antiga batalha entre Chu e Han. E as técnicas de tocar pipa podem ser inteiramente mostradas nesta obra musical. A imitação animada e forte de tambores e metais cria uma forte atmosfera de guerra. O instrumentista pertence à Orquestra Nacional Sinfônica da Universidade de Hubei.

7. “Kung Fu Chinês” (boxe coletivo, apresentações de Ba Duan Jin)
O Wushu, também conhecido como artes nacionais ou artes marciais, é um evento esportivo tradicional chinês. Inclui chutar, bater, jogar, agarrar, derrubar, atingir, cortar e apunhalar, além de outras ações. De acordo com certas leis,  as pessoas fazem diferentes combinações de movimentos ofensivos e defensivos de combate com instrumentos ou só com os punhos nus. O Wushu é um valioso patrimônio cultural por meio de longa prática social na China.

8. “Qiao Hua Dan”  (dança)
O Dan é um papel importante na Ópera de Pequim. Hua Dan á a imagem de uma mulher jovem ou de meia idade. Viva e irreverente, ela frequentemente contém elementos de comédia. Apresentada com uma técnica bonita e inovadora, a dança “Qiao Hua Dan” usa trajes da Ópera de Pequim e mostra efeitos de palco brilhantes.

9. Dança do Leão  
A Dança do Leão é especialmente popular na cultura chinesa, com uma história que remonta a mais de mil anos.  É uma forma de dança tradicional, na qual os participantes imitam os movimentos de um leão usando uma fantasia do animal. Em muitas culturas asiáticas o leão é tradicionalmente considerado uma criatura guardiã.

Assessoria de imprensa do Instituto Confúcio na Unesp

Módulo 3 – Expressão Artística e Corporal

On março 29, 2011, in ArteEdu1, by Fábio Fernandes Villela

Bom Dia Car@s Alun@s!

Vcs pode deixar as postagens do Módulo 3 nesta área. Saudações, Prof. FFV.

Uma dica importante para quem quiser aprofundar as questões de metodologia do ensino de arte são os Textos Complementares (TC) da lista de discussão. Os textos são:

TC 001 – Biografia György Lukács (Budapeste, 13 de abril de 1885 – Budapeste, 4 de julho de 1971)

TC 002 – Lukács e a ontologia: uma introdução – Sérgio Lessa

TC 003 – Ética e ontologia em Lukács e o complexo social da educação – Mônica Mota Tassigny

TC 004 – A recepção de Lukács no Brasil – Celso Frederico

TC 005 – Cotidiano e arte em Lukács – Celso Frederico

TC 006 – Arte e formação humana em Lukács e Vigotski – Newton Duarte

TC 007 – Lukács e a estética marxista: síntese, esboço ou tentativa – Juarez Torres Duayer

TC 008 – Realidade e criação cultural: A estética em Lukács – Dagmar Manieri

Boa Tarde Car@s Alun@s de Expressão Artística e Corporal!

Vcs pode deixar os cometários sobre o video “Artes Plásticas e Educação Infantil” neste área.  Outra dica importante são os conteúdos presentes no site: http://www.crmariocovas.sp.gov.br/

Vale a pena dar uma olhada abaixo. Saudações, Prof. FFV.

O Ensino de Arte nas Séries Iniciais – Ciclo I

http://www.crmariocovas.sp.gov.br/Downloads/ensino_arte_ciclo1.pdf

O livro apresenta o registro de parte do processo de formação dos profissionais de arte no Projeto “Ensino de Arte nas Séries Iniciais” da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, que tem como foco principal a orientação em uma proposta de educação estética e artística.

Programa Cultura é currículo
http://culturaecurriculo.fde.sp.gov.br/
O Programa Cultura é Currículo visa propiciar melhor qualidade de ensino da escola pública estadual atendendo aos desafios do mundo moderno e inserção social de seus alunos. Em acordo com os parâmetros pedagógicos da atual gestão, pauta-se por princípios estabelecidos para a organização curricular.

Arte & Matemática. TV Cultura.
http://www.tvcultura.com.br/artematematica/home.html
O programa traça as fronteiras e as relações entre a Arte e a Matemática. Traz ainda jogos interativos e depoimentos de artistas, matemáticos e cientistas.
http://www.tvcultura.com.br/x-tudo/arquivo/listadeartes.htm Lista de atividades em artes plásticas do X-Tudo, que podem ser desenvolvidas em sala de aula.

Arquivos de Artes Plásticas. Programa X-Tudo da TV Cultura.

As boas lições que aparecem nos gibis
http://www.ensino.net/novaescola/111_abr98/html/repcapa.htm
A reportagem faz considerações sobre o uso dos gibis de forma educativa, incentivando a leitura e a escrita e, também, tornando as aulas mais atrativas e divertidas.

Mitos e lendas do nosso folclore
http://sitededicas.uol.com.br/cfolc.htm
Traz lendas e mitos do folclore brasileiro, divididos por regiões. Entre eles: as lendas do Curupira e do Caipora, do Boi-Tatá, da Mulher da Meia Noite, do Saci-Pererê.

Escola. Informática, Educação, Crianças
http://sitededicas.uol.com.br/index.htm
Traz lendas e mitos do folclore brasileiro, fábulas clássicas ilustradas, contos tradicionais e dicas de atividades.

Teatro na Educação – o que é, afinal?
http://www.wooz.org.br/teatroeducacao.htm
A educadora Fanny Abramovich levanta, de forma agradável, seis hipóteses para esclarecer o verdadeiro sentido do teatro na Educação.

O palco na sala de aula
http://www2.uol.com.br/aprendiz/n_revistas/
revista_educacao/junho02/entrevista.htm

A professora e diretora de teatro Eugênia de Andrade fala sobre os benefícios da arte na formação das crianças. Narra sua experiência, os fundamentos do método Laban e como o teatro ajuda no desenvolvimento infantil.

Sete cantigas infantis
http://jangadabrasil.com.br/setembro37/sp370001.htm
Disponibiliza cantigas de roda com letras, partituras e MIDIs. São músicas como “Bela Pastora”, “Margarida”, “Agulha”, “Baleia”, “Dorme Suzana”, “Léo”, “Olé do Caranguejo” e “Pula Machadinha”.