Bom dia amig@s do Mutirão!

Convite a tod@s para o I Seminário Internacional e IV Seminário Nacional de Estudos e pesquisas sobre Educação no Campo. Até lá, FFV!

***

I Seminário Internacional e IV Seminário Nacional de Estudos e pesquisas sobre Educação no Campo realizado pelo Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação no Campo – GEPEC / UFSCar / HISTEDBR, tem como objetivo discutir as Políticas Educacionais para o meio rural na América Latina, partindo de um panorama geral da educação rural no Brasil, passando pela questão da dominação de classes e a educação para o campo, as Políticas Públicas Educacionais em Cuba e na Colômbia e, por fim, as Políticas Públicas Educacionais na América Latina, espera-se com isto contribuir para a compreensão de como as políticas públicas para a educação rural tem se desenvolvido frente à luta de classes, no contexto brasileiro e latino americano.

PERÍODO DE INSCRIÇÃO: DE 01 DE NOVEMBRO DE 2016 A 31 DE MARÇO DE 2017

Informações completas, inscrições e envio de trabalhos pelo site:

http://www.semgepec.ufscar.br/

Alfabetização e Letramento na EJA – 2

On novembro 26, 2016, in EduCoop, by Fábio Fernandes Villela

Bom dia amig@s da EJA! Tudo bem?

Esta é a área para a postagem do módulo 2 do curso: “Alfabetização e Letramento na EJA”. Vocês devem fazer uma reflexão, no máximo 2 parágrafos, sobre a temática abordada nesse módulo, a partir da leitura do livro da bibliografia do curso:

* TFOUNI, Leda Verdiani. Letramento e alfabetização. São Paulo: Cortez, 2002.

Como atividade complementar os participantes podem ver o documentário sobre histórias de vida, formação de professores e os desafios do trabalho docente abaixo:

(1) Escola Quilombo: Educação Cultivada. (Brasil, 2015, 40 min., colorido), direção: Alexandra Duarte.

Documentário com narrativas de educadores sobre a realidade de estudo e trabalho em escolas públicas instaladas em Comunidades Quilombolas “Kalunga do Mimoso” e “Lagoa da Pedra”, na região de Arraias, estado do Tocantins. Foca histórias de vida e formação de professores e os desafios do trabalho docente em meio ao cotidiano pedagógico em escolas rurais. Produção do Observatório da Educação do Campo / Universidade Federal do Tocantins – UFT. Duração: 40 minutos. Realização: Observatório da Educação do Campo / Universidade Federal do Tocantins – UFT. Produção Co.Inspiração Amazônica Filmes. Coordenação e Produção: Raquel Alves de Carvalho e Idemar Vizolli. Direção Geral, Imagens e Edição: Evandro Medeiros. Direção de Fotografia e Imagens: Alexandra Duarte.

- Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ZUqbAPy5bzw

Bom trabalho! Prof. Fábio Villela.

Bom dia car@s alun@s! Tudo bem?

Gostaria de convidar a tod@s para os eventos: III Seminário Nacional de Estudos e Pesquisas sobre Educação no Campo e V Jornada de Educação Especial no Campo e XIII Jornada do HISTDBR, a ser realizado de 27 a 30 de outubro de 2015 na UFSCar.  Segue abaixo a programação. Grande abraço a tod@s, até lá, Prof. Fábio Fernandes Villela.

Programação

Dia 27 de outubro de 2015 (terça-feira)

Local: Teatro Florestan Fernandes (área norte)

17h: credenciamento

19h: abertura

Abertura: GEPEC – Histórico, pressupostos e objetivos do grupo

Prof. Dr. Luiz Bezerra Neto (UFSCar)

Profª Drª. Maria Cristina dos Santos Bezerra (UFSCar)

Profª Drª. Katia Regina Moreno Caiado (UFSCar – Sorocaba)

Prof. Dr. Marcos Cassin (USP – Ribeirão Preto)

Prof. Dr. Dermeval Saviani (UNICAMP)

Dia 28 de outubro de 2015 (quarta- feira):

Local: Teatro Florestan Fernandes (área norte)

9h: Educação no Campo: História, desafios e perspectivas atuais

Prof. Dr. José Luis Sanfelice (UNICAMP)

14-16h: Sessões de Comunicação

16:30h – 18:30h: Relatos de Experiências em Educação no Campo.

Dia 29 de outubro de 2015 (quinta- feira):

Local: Teatro Florestan Fernandes (área norte)

9h: Pedagogia Histórico-Crítica no Campo

Prof. Dr. Paulino José Orso (UNIOESTE)

Prof. Dr. Claudio Eduardo Felix dos Santos (UESB)

14-16h: Sessões de Comunicação

16:30h: Painel “V Jornada de Educação Especial no Campo”

Dia 30 de outubro de 2015 (sexta-feira):

Local: Teatro Florestan Fernandes (área norte)

9h: O Trabalho e Escola no Campo

Profª. Drª. Acácia Zeneida Kuenzer (UFPR)

12h: Encerramento

***

Local: UFSCar – Rod. Washington Luis, km 235 – São Carlos – SP – BR – CEP:13565-905 – Email: gepec@ufscar.br

Página do Evento: http://www.semgepec.ufscar.br/

Página Facebook do Evento: https://www.facebook.com/groups/718184044903675/

***

Entidade Promotora: Universidade Federal de São Carlos / Departamento de Educação -DED

Entidades Co-Participantes: Universidade de São Paulo (Ribeirão Preto) e Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” (Campus São José do Rio Preto)

Congresso Brasileiro de Educação – CBE 2015

On julho 26, 2015, in Miscelan, by Fábio Fernandes Villela

Bom dia querid@s aluns@s! Tudo bem?

Gostaria de convidar a tod@s para o Congresso Brasileiro de Educação 2015. O congresso está na sua 5a (quinta) edição e tem como objetivo debater, apresentar e divulgar o conhecimento produzido pelas pesquisas sobre  políticas,  programas e projetos de formação de professores, tanto na formação inicial, quanto continuada. O congresso será realizado nas dependências da UNESP, Câmpus de Bauru, entre os dias 27 a 30 de Julho de 2015, e tem como público alvo: professores e estudantes de pós-graduação e graduação, professores da Educação Básica e demais profissionais e pesquisadores na área da Educação. Até lá, Prof. Fábio Fernandes Villela

***

CBE – Programação

Dia 27 de julho de 2015 – segunda-feira

17h

Credenciamento

19h

Cerimônia de abertura

Lazer e cultura

20h

Conferência de Abertura: PESQUISA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: POLÍTICAS E PROGRAMAS

Mediação: Profª Drª Maria José da Silva Fernandes

Profª Drª Nancy Nonato de Lima Alves – Universidade Federal de Goiás (Goiânia/GO) – Subcoordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Infância e sua Educação em Diferentes Contextos (NEPIEC)

Dia 28 de julho de 2015 –terça-feira

08h – 12h30

Minicursos

12h30 – 14h

Almoço

14h

Apresentação de trabalhos (Comunicação Oral)

17h

Lançamento de livros

19h

Lazer e cultura

19h30min

Mesa redonda: PERSPECTIVAS ATUAIS DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASIL

Mediação: Profª Drª Flávia da Silva Ferreira Asbahr

Profª Drª Bernadete Angelina Gatti – Fundação Carlos Chagas (São Paulo/SP)- Departamento de Pesquisas Educacionais)

Profª Drª Neiza de Lourdes Frederico Fumes – Universidade Federal de Alagoas (Maceió/AL) – Centro de Educação

Profº Dr. Guilherme do Val Toledo Prado – Universidade de Campinas – UNICAMP (Campinas/SP) –Coordenadoria do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada

Dia 29 de julho de 2015 – quarta-feira

08h – 12h30

Minicursos

12h30 – 14 h

Almoço

14h

Apresentação de trabalho (Comunicação Oral)

16h30min

Mesa redonda 1: PROTAGONIZAÇÃO DA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO BRASIL.

Mediação: Profª Drª Andressa de Souza Ugaya

Profª Joana Paulin Romanowski – Pontifica Universidade Católica do Paraná (Curitiba/PR) – Membro do Comitê do PIBIC

Profª Drª Maria de Nazaré Tavares Zenaide – Universidade Federal da Paraíba (João Pessoa/PA)– Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania

Profª Drª Margarita Victoria Rodriguez – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul – UFMS (Campo Grande/MS)

19h

Lazer e cultura

19h30min

Mesa redonda 2: PROGRAMAS E POLÍTICAS PÚBLICAS NO CONTEXTO EDUCACIONAL.

Mediação: Profª Drª Rosa Maria Manzoni

Profª Drª Telma Weisz – Instituto Superior de Educação Vera Cruz (São Paulo/SP)- Consultoria da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo

Profº Drº Erisevelton Silva Lima – Secretaria de Estado da Educação do Distrito Federal (Brasília/DF) – Subsecretaria de Educação Básica – SUBEB

Profº Drº Emerson Rolkouski – Universidade do Paraná (Curitiba/PR) – Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa – PNAIC – Matemática

Dia 30 de julho de 2015 – quinta-feira

08h – 12h

Roda de conversa: Quando brincar é aprender: fundamentos e proposições

Profª Drª Márcia Cristina Argenti Perez – Universidade Estadual Paulista (Unesp/Araraquara) – Coordenadora do GEPIFE – Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Infância, Família e Escolarização

08h – 12h

Roda de conversa: Papéis interativos

Profº Arte-educador e artista plástico Ives Quaglia – Secretaria de Cultura de Salvador (Salvador/BA) – coordenador do Núcleo de Arte, Cultura e Práticas Corporais

08h –12h30

Oficinas Culturais e Grupos de Trabalho

12h30 – 14h

Almoço

14h – 15h

Apresentação de trabalhos (Pôster) Primeiro horário

16h – 17h

Apresentação de trabalhos (Pôster) Segundo horário

17h

Plenária do Grupo de Estudos

18h

19h

Conferência de Encerramento: A EDUCAÇÃO COMO FOCO DOS PROGRAMAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS NO BRASIL.

Profº Drº Vitor Machado

Profº Drº Timothy Denis Ireland – Universidade Federal da Paraíba (João Pessoa/PA)– Coordenação da Cátedra da UNESCO de Educação em Jovens e Adultos

Encerramento: Lazer e cultura.

Querid@s alun@s, bom dia!

O 3º Congresso de Educação de Jovens e Adultos da UNESP acontece nos dias 01, 02 e 03 de setembro de 2014, promovido pela Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Neste ano o Congresso ocorrerá na Casa de Encontros do Seminário Santo Antônio, no município de Agudos, próximo a Bauru-SP. Este evento busca promover o debate teórico, critico e cultural da Educação de Jovens e Adultos entre docentes, discentes, funcionários, administradores e pesquisadores educacionais, propiciando sua troca de experiências e contato interpessoal.

As reflexões propostas durante o evento em formato de mesas redondas, conferencias, oficinas, apresentação de trabalhos e atividades culturais colocam em questão a formação de professores, os territórios educacionais dentro e fora de sala de aula, os desafios do processo de alfabetização, assim como as relações das Políticas Publicas no contexto de EJA.

Destaco na programação o mini-curso que será realizado durante o 3º Congresso pelo PEJA de Rio Preto intitulado: “Práticas de letramento /escrita em contexto da tecnologia digital”. Trata-se da apresentação do trabalho do Peja – Rio Preto  no Centro de Convivência do Idoso (CCI) cujo foco central foi o desenvolvimento de práticas de letramento/escrita em contexto da tecnologia digital. Tem por objetivo proporcionar uma reflexão sobre como o Peja – Rio Preto articula as propostas teóricas e práticas às demandas sociais de infoinclusão, promovendo a inclusão digital dos idosos e a experiência do pedagogo em formação na elaboração de atividades que atendam a essa população.

Vcs podem acessar o link do evento em:

http://www2.fc.unesp.br/#!/paginas/ceja/

Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

Prezados alunos, bom dia!

Gostaria de convidar a tod@s para o congresso Bett Brasil e Educar/Educador que acontece de 21 a 24 de maio de 2014. Destaco na programação a palestra “O papel da tecnologia no desenvolvimento de competências não cognitivas”, data: quinta-feira, 22 de maio de 2014, tempo: 1h30 horas (17.00 às 18.30 horas). A palestra abordará quais são as ferramentas que permitem um aprendizado de competências como criatividade, autonomia e colaboração. Local: Centro de Exposições Imigrantes, Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – São Paulo-SP, Auditório: 10, Formato: Painel – Dois a três palestrantes por sessão. Cada palestrante terá 15 minutos para apresentação e após as apresentações será aberto o debate com o público. Os palestrantes são: Rafael Martins, CLWB; Fábio Villela, Professor, UNESP e Caio Dib, Jornalista, Caido no Brasil. Até lá!

Prof. Dr. Fábio Fernandes Villela

Departamento de Educação

Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas – IBILCE – UNESP – S. J. Rio Preto

Website Acadêmico: http://www.fabiofernandesvillela.pro.br

Blog de Aula – Mutirão de Sociologia: http://www.mutiraodesociologia.com.br/

Centro de Estudos e Culturas do Mundo Rural: http://www.cecmundorural.com.br/

Bom dia car@s amig@s do mundo rural! Tudo bem?

Gostaria de convidar a tod@s para o 3º Seminário O Trabalho no Século XXI: Educação, Trabalho e Saúde no Campo e 1º Seminário de Educação do Campo da Unesp de São José do Rio Preto – SP. Website do evento: http://www.fabiofernandesvillela.pro.br/eventos/seminario-trabalhador-2014/home

Os seminários tem por objetivos: promover o debate de trabalhos e pesquisas que tenham como temática: a Educação, o Trabalho e a Saúde no Campo. Fomentar o debate entre a comunidade acadêmica, organismos governamentais e representantes da sociedade civil a respeito das condições de educação, trabalho e saúde no campo. Público alvo: professores, pesquisadores e estudantes que trabalham e/ou estudam problemas relacionados à temática geral do seminário, representantes sindicais, profissionais da área e demais interessados.

Até lá! Prof. Fábio Fernandes Villela.

Módulo 14 – Escola e Sociologia da Educação

On agosto 8, 2013, in SocioEdu2, by Fábio Fernandes Villela

Bom dia car@s alun@s! Tudo bem?

Esta é a área para a postagem do Módulo 14 – textos 21 e 22. As questões centrais dos textos são: a Educação Escolar e a Identidade Cultural de Jovens Rurais; Trabalho Rural e Educação; a Educação Infantil e a Educação do Campo; a Educação em Assentamentos e as contribuições da Sociologia da Educação. Gostaria que vcs abordassem essas relações em um comentário final para a disciplina Sociologia da Educação 2. Um grande abraço a tod@s, Prof. Fábio Fernandes Villela.

Bom Dia Querid@s Alun@s! Tudo bem?

Esta é a área para postagem do texto final da disciplina Sociologia da Educação 3 (Produção de Textos = PT). Conforme a reportagem da UOL de 03-12-2019, o Brasil continua com desempenho ruim e aparece entre as 20 piores colocações no ranking das três áreas analisadas pelo Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), principal avaliação da educação básica no mundo. A reportagem informa que alunos da elite brasileira tem performance pior em leitura do que pobres de outros países.

Em 2010, uma reportagem da Uol informou que a cidade de Xangai, na China, que participou pela primeira vez, obteve a melhor pontuação em leitura do exame. O Brasil ficou na 53ª posição. O exame, feito pela OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico), avalia conhecimento de estudantes em leitura, ciências e matemática de 79 países. A pergunta para o comentário é a seguinte: por que, apesar de todo o esforço das políticas públicas, PCNs, RCMEIs, ENEM, SAEB, investimentos, etc., conforme apresentado no livro: “Nova Pedagogia da Hegemonia” (Lúcia Neves org.), o Brasil está na 42 de 77 posições no ranking do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos)?

Saudações, Prof. Fábio Villela.

OBS. Para ajudar na reflexão vcs podem acessar os seguintes links:

PISA 2019 na UOL 1: https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2019/12/alunos-de-elite-do-brasil-tem-performance-pior-em-leitura-do-que-pobres-de-outros-paises.shtml

PISA 2019 na UOL 2: https://educacao.uol.com.br/noticias/2019/12/03/pisa-brasil-fica-entre-piores-mas-a-frente-da-argentina-veja-ranking.htm

Campanha “Fechar Escola é Crime” (2011): http://www.cecmundorural.com.br/?p=235

Documentários: “Destino: Educação”

Sinopse do documentário: “Destino: Educação”

Vamos começar com uma pergunta: como fazer para a educação de qualidade chegar a todas as crianças? Para responder, nada melhor do que quem vive o dia-a-dia da educação nos países que são exemplo em educação. Vamos entrar na sala de aula, nos aproximar dos alunos, falar com os professores, ir até a casa dos estudantes para mostrar sua rotina de estudos e conversar com seus pais. Tudo para entender como em cenários tão distintos quanto a Finlândia, a Coréia, o Chile, Xangai, o Canadá e o Brasil a educação chega até quem mais interessa. O aluno. Todo aluno.
Qual a preocupação dos governos com o ensino? O que eles têm feito? E como isso se percebe na realidade e no aprendizado destes alunos? Como valorizar e capacitar o elemento-chave nesse processo, o professor? Como lidar com os sindicatos e a qualidade da educação? Quem são as pessoas que estão por trás dos bons resultados do PISA? A família tem realmente papel decisivo na educação? Por quê? Vale tudo para melhorar a aprendizagem? Qual o limite?

A série “Destino: Educação”: http://www.futuraplay.org/serie/destino-educacao/

Vídeos:

Geral:
http://www.youtube.com/watch?v=AZu9QFufWaw&feature=related

Brasil:
https://www.youtube.com/watch?v=jp8ZVWU1gl8

Prancha elaborado pelo arquiteto Hamilton Foz para o Assentamento Reunidas – Promissão – SP – Brasil (Fonte: Juliana Foz: http://malemolencia-juh.blogspot.com.br/)

Boa noite amig@s do Mutirão! Tudo bem?

Gostaria de convidar a tod@s para o curso de extensão temático: “Educação do Campo, Novas Tecnologias e Cultura Ambiental em Assentamentos de Reforma Agrária”. O curso tem carga horária: 16 (dezesseis) horas/aula, sendo 04 (quatro) horas de aulas teóricas e 12 (doze) horas de aula-prática (haverá excursão didática ao Assentamento Reunidas em Promissão – SP). O número de vagas é mínimo de 05 (cinco) e máximo de 40 (quarenta),  público-alvo: alunos do IBILCE/UNESP e comunidade em geral. Até lá! Prof. Fábio Fernandes Villela.

Objetivo do curso: O estudo dos assentamentos de reforma agrária adquire cada dia maior importância nos dias de hoje, especialmente no estado de São Paulo, pois trata-se de um espaço para onde convergem diversos fatores, tais como: conhecimentos populares, hábitos, usos e costumes que distinguem determinada comunidade. Trata-se de um patrimônio material e imaterial acumulado e que com o passar do tempo, poderá auxiliar no desenvolvimento de novas experiências de assentamentos de reforma agrária. A preservação dessas tradições poderá manter-se ou desaparecer em função das políticas aplicadas. O objetivo deste curso é elaborar estratégias de preservação dessas tradições através da capacitação de promotores da cultura ambiental de assentamentos de reforma agrária. Os objetivos específicos são: 1 – realizar uma análise da situação da cultura ambiental de uma comunidade, o Assentamento Reunidas, em Promissão – SP, 2 – formar promotores culturais, 3 – elaborar estratégias de preservação a cultura ambiental ao nível da comunidade, 4 – gerenciar estratégias de preservação da cultura ambiental através do uso das novas tecnologias aplicadas à educação do campo, especificamente o blog Centro de Estudos e Culturas do Mundo Rural (www.cecmundorural.com.br), do proponente deste curso.

Conteúdo Programático:

1 – Conceitos Fundamentais sobre educação do campo, novas tecnologias e cultura ambiental.

2 – Aspectos Teórico-Metodológicos da cultura ambiental do promotor cultural ao nível comunitário.

3 – Capacitação ambiental para o promotor cultural de assentamentos de reforma agrária.

4 – Estratégias de preservação da cultura ambiental através do uso das novas tecnologias aplicadas à educação do campo.

Câmpus de São José do Rio Preto

INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS – STA

Rua Cristóvão Colombo, 2265, Jardim Nazareth, CEP. 15054-000, São José do Rio Preto/SP

Tel. (0xx17) 3221-2428 / (0xx17) 3221-2318 e-mail: sta@ibilce.unesp.br / www.ibilce.unesp.br

Executores: Prof. Dr. Fábio Fernandes Villela – coordenador e ministrante (16 horas) – IBILCE/UNESP.

Período e local de realização: Aulas teóricas: 03 e 10 de dezembro de 2012 (segundas-feiras) das 17h às 19h no Laboratório de Ensino da Pedagogia. Aula prática: 16 de dezembro de 2012 (domingo) excursão didática ao Assentamento Reunidas em Promissão – SP. Local de inscrição: Seção Técnica de Comunicações do IBILCE/UNESP.

ATENÇÃO PARA O PERÍODO DE INSCRIÇÕES

Período de Inscrição:

De 19 a 23 de novembro de 2012 – inscrições exclusivas para graduandos do Curso de Pedagogia do IBILCE/UNESP.

De 26 a 27 de novembro de 2012 – inscrições abertas para demais alunos do IBILCE/UNESP.

De 28 a 30 de novembro de 2012 – inscrições abertas para a comunidade em geral.

Condições para inscrição: Para os alunos de graduação do IBILCE/UNESP será necessária a apresentação de xerox do histórico escolar no ato da inscrição. Documentos necessários para inscrição: Cópia do RG, ficha de inscrição a ser preenchida na Seção Técnica de Comunicações da UNESP/IBILCE, recolhimento da taxa regulamentar da UNESP e documento que comprove atendimento ao item “Condições para inscrição”.

Custo: Será cobrada apenas a taxa regulamentar da UNESP, vigente à época das inscrições, a ser paga na Seção Técnica de Finanças do IBILCE/UNESP. Bolsas: Não há necessidade de bolsas, uma vez que o curso não prevê pagamento de mensalidades. Frequência mínima obrigatória: mínimo 70%. Maiores informações: Telefones (17) 3221-2320 ou 3221-2318.

Seção Técnica Acadêmica do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas do Câmpus de São José do Rio Preto, 18 de outubro de 2012.

Imagem do projeto Biota Cerrado – USP – Assentamento Reunidas – Promissão – SP

APOIO: Instituto Cultural Lyndolpho Silva

http://www.iclyndolphosilva.net