Atividade do CCI – PEJA – UNESP – SJRP

On outubro 31, 2013, in EduCoop, by Fábio Fernandes Villela

Bom dia querid@s alun@s do PEJA! Tudo bem?

“Lembro-me de muitas brincadeiras da minha infância. Tinham as brincadeiras de meninas e as dos meninos e, algumas, em que todos brincavam juntos. O melhor mesmo era brincar, rir e nem ver o tempo passar.”

Nesta atividade, escreva um pequeno texto sobre como eram as brincadeiras e os brinquedos na sua infância. Não se esqueça de contar os detalhes para que as crianças de hoje possam entender as brincadeiras e perceber como eram divertidos os brinquedos antigos. Você pode, também, explicar como era sua brincadeira favorita ou contar a história de um brinquedo de que gostava muito. Use links de imagens ou de vídeos, disponíveis na internet, para ilustrar o texto. Um grande abraço a tod@s da Equipe do PEJA – CCI – IBILCE – UNESP – SJRP.

54 Comentários “Atividade do CCI – PEJA – UNESP – SJRP”

  1. Daiane Fazan disse:

    Minha infância

    Daiane de Cássia Martins Fazan

    A infância, um dos períodos mais belos da existência humana, repleto de descobertas, tempo de brincar, sorrir sem preocupação com as horas e com os compromissos, que nos são tão cobrados na vida adulta. Recordo-me, com muita saudade, das brincadeiras e dos meus brinquedos, estes bem simplesinhos, diga-se de passagem.
    Minhas brincadeiras preferidas eram aquelas com as quais eu podia ter contato com a terra, com a natureza, com as flores porque sempre amei sentir o espaço ao meu redor, andar descalça sobre a terra vermelha, sentir o cheirinho delicioso das rosas do quintal da minha mãe. Por esse motivo, sempre gostei muito de brincar de amarelinha, brincar de bola com os amigos que moravam perto da minha casa. Gostava, também, das minhas bonecas de pano, elas foram minhas primeiras alunas.
    Lembro-me com nostalgia da minha lousa, escrevia tudo o que aprendia na escola e reproduzia para as bonequinhas, todas vestidas com roupas que minha avó querida fazia. Além das minhas bonequinhas de pano, eu tinha livros e histórias em quadrinhos. Meu pai sempre me conta que, para eu conseguir dormir, deixava vários livros e desenhos para eu colorir na cabeceira da minha cama, assim, quando eu não conseguia dormir, eu escrevia, lia e coloria os desenhos, isso me fazia adormecer mais feliz.
    Eu também adorava os fins de semana, pois eu visitava meus avós, que moravam em outra cidade. Na casa dos meus avós, eu brincava de amarelinha com as minhasprimas e da brincadeira chamada “barata no ar”, nós pulávamos nas pedras do quintal da minha avó, na tentativa de fugir das baratas imaginárias. Eu me divertia muito e acredito que meus amigos e minhas primas também.
    Quando eu retornava para a minha casa, corria para o meu balanço, ninguém acredita, mas eu sempre achei que aquele balanço fosse mágico, pois ao balançar eu me transportava para outros lugares, visitava outros países, enfim, eu realmente viajava por meio da imaginação. Pensando bem, o meu balanço sempre foi um dos meus brinquedos favoritos. No ano passado, meus pais o doaram para uma escolinha, eu fiquei muito satisfeita, eu tenho certeza de que outras crianças poderão se divertir e se alegrar tanto quanto eu me divertia e me alegrava ao balançar e ao sentir a brisa em meu rosto.
    A infância, para mim, não acabou porque levo a essência de criança dentro do meu coração, pois para poder sorrir e viver em um mundo repleto de coisas ruins, nós precisamos acreditar que, sempre há um pote de ouro no fim do arco-íris e, que amanhã o sol brilhará mais forte para que possamos continuar aquela velha brincadeira chamada vida.

    Links:

    Música “Ciranda da bailarina”, de Chico Buarque e Edu Lobo
    http://youtu.be/RsF5f14i9oM

  2. Daiane Fazan disse:

    Minha infância

    Daiane de Cássia Martins Fazan

    A infância, um dos períodos mais belos da existência humana, repleto de descobertas, tempo de brincar, sorrir sem preocupação com as horas e com os compromissos, que nos são tão cobrados na vida adulta. Recordo-me, com muita saudade, das brincadeiras e dos meus brinquedos, estes bem simplesinhos, diga-se de passagem.
    Minhas brincadeiras preferidas eram aquelas com as quais eu podia ter contato com a terra, com a natureza, com as flores porque sempre amei sentir o espaço ao meu redor, andar descalça sobre a terra vermelha, sentir o cheirinho delicioso das rosas do quintal da minha mãe. Por esse motivo, sempre gostei muito de brincar de amarelinha, brincar de bola com os amigos que moravam perto da minha casa. Gostava, também, das minhas bonecas de pano, elas foram minhas primeiras alunas.
    Lembro-me com nostalgia da minha lousa, escrevia tudo o que aprendia na escola e reproduzia para as bonequinhas, todas vestidas com roupas que minha avó querida fazia. Além das minhas bonequinhas de pano, eu tinha livros e histórias em quadrinhos. Meu pai sempre me conta que, para eu conseguir dormir, deixava vários livros e desenhos para eu colorir na cabeceira da minha cama, assim, quando eu não conseguia dormir, eu escrevia, lia e coloria os desenhos, isso me fazia adormecer mais feliz.
    Eu também adorava os fins de semana, pois eu visitava meus avós, que moravam em outra cidade. Na casa dos meus avós, eu brincava de amarelinha com as minhas primas e da brincadeira chamada “barata no ar”, nós pulávamos nas pedras do quintal da minha avó, na tentativa de fugir das baratas imaginárias. Eu me divertia muito e acredito que meus amigos e minhas primas também.
    Quando eu retornava para a minha casa, corria para o meu balanço, ninguém acredita, mas eu sempre achei que aquele balanço fosse mágico, pois ao balançar eu me transportava para outros lugares, visitava outros países, enfim, eu realmente viajava por meio da imaginação. Pensando bem, o meu balanço sempre foi um dos meus brinquedos favoritos. No ano passado, meus pais o doaram para uma escolinha, eu fiquei muito satisfeita, eu tenho certeza de que outras crianças poderão se divertir e se alegrar tanto quanto eu me divertia e me alegrava ao balançar e ao sentir a brisa em meu rosto.
    A infância, para mim, não acabou porque levo a essência de criança dentro do meu coração, pois para poder sorrir e viver em um mundo repleto de coisas ruins, nós precisamos acreditar que, sempre há um pote de ouro no fim do arco-íris e, que amanhã o sol brilhará mais forte para que possamos continuar aquela velha brincadeira chamada vida.

    Links:

    Música “Ciranda da bailarina”, de Chico Buarque e Edu Lobo
    http://youtu.be/RsF5f14i9oM

  3. Fabiana disse:

    Minha infância foi feita de bonecas de papel pintadas com canetinha colorida. Minha mãe, que era costureira, ensinou a fazer rosto e corpo e também as roupas, tudo colorido e vibrante! Encontrei na internet um vídeo que ensina a fazer isso: https://youtube.googleapis.com/v/D9nTyO1uNRw%26source=uds%26autoplay=1

    Quando tinha dinheiro, meu pai levava a gente para a banca de jornal e deixava cada irmão e eu escolher uma revistinha. Eu escolhia a que tinha bonecos para recortar. Era um jeito de ter brinquedo novo. Nessa página da internet, eu encontrei bonecos bem legais para recortar:

    http://search.babylon.com/imageres.php?iu=http://www.familiesonlinemagazine.com/kid_fun/jack.jpg&ir=http://papeis.blogs.sapo.pt/1116.html&ig=http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcR6ttUuGylqyCWPLcSIMZxVQs2krD5-nN2KWH8hNkGUJmIzrZ5VPPnqLNk&h=2339&w=1700&q=boneco+de+papel+recortar&babsrc=SP_ss

    Da infância, não guardei nenhum brinquedo. Quando olho para os brinquedos do meu sobrinho, sinto saudades de quando a gente inventava tudo com o que tinha. Parte da brincadeira era fazer o brinquedo. Parece que hoje a criança não precisa inventar nada. Já tem tudo na câmera digital, celular, computador, tablet, videogame… Será que tem graça?

  4. Taynan Cattozatto disse:

    Quando me recordo de minha infância a primeira imagem que vem em minha cabeça, é de todos os meus amigos e eu brincando na rua, descalços, com os pés pretos e nos divertindo muito. Era comum brincarmos de esconde-esconde, policia e ladrão, queimada, pega-pega e principalmente Bétia. Meninos e meninas, todos juntos. Que saudade daquele tempo em que minha mãe não precisava ligar no meu celular para me encontrar, apenas com um grito, já tinha que estar dentro de casa, daquele tempo em que tomava água da mangueira e não ficava doente, que brincava no chão da rua e não precisava usar sabonete antibacteriano, que esperava o ano todo pelo aniversário e também pelo natal para ganhar o presente tão desejado.
    Sinto falta da inocência e da pureza que somente as crianças tem o dom…
    A imagem a seguir, representa a brincadeira que melhor retrata minha infância.
    https://www.google.com.br/search?q=esconde-esconde&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=OdOCUpOtApO64APS-YE4&sqi=2&ved=0CCsQsAQ&biw=1241&bih=567#facrc=_&imgdii=_&imgrc=x0BJRlbgCpnTfM%3A%3BxGiHx5cKQRGUtM%3Bhttp%253A%252F%252F1.bp.blogspot.com%252F-4qbUYIuXNFM%252FTjifAv6Ys6I%252FAAAAAAAACS0%252FjDFJpoUXVZI%252Fs1600%252FDigitalizar0015.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.clubedonossoamiguinho.com%252F2011%252F08%252Fbrincar-de-esconde-esconde-as.html%3B1188%3B942

  5. Cristiane disse:

    Falar sobre a infância não é tarefa fácil, são muitas lembranças que chegam à mente, e fica difícil selecionar qual a mais “importante”, já que tudo que trouxemos para os dias de hoje são fatos que realmente nos marcaram.
    Porém, dentre os que marcaram estão os que marcaram profundamente. Uma das coisas que mais me lembro sobre a infância era o fato de eu ser uma garota bastante introspecta, muito quieta e com um mundo todo particular. A maioria das minhas brincadeiras eram solitárias, mesmo que com as bonecas que tanto amava. Uma das favoritas era a Barbie (a de plástico mesmo, comprada bem baratinho nas lojinhas que traziam coisas do Paraguai). Junto com seu marido Ken ela fazia parte da maioria das minhas brincadeiras, onde eu transcrevia meu cotidiano e também criava situações bem inusitadas e engraçadas no contexto do que eu entendia de mundo adulto na época. Outra atividade que gostava muito e que carrego para os dias atuais é a leitura. Ler era o meu prazer infinito. O momento em que eu era levada e esquecia tudo que não me agradava, transportada para um mundo de magia. Adorava livros de figuras que ilustravam as histórias, e gostava mais ainda dos desenhos bem coloridos e assimétricos, bem particulares e diferentes do real. Esse era o meu maior deleite e o mais duradouro. Onde estava a Cristiane, lá estava um livro junto dela, seja nos intervalos das aulas, em casa, nos finas de semana, etc. Para além dos livros tinha uma única brincadeira que me tirava das letras: pular elástico. Quando convidada para essa atividade não titubeava e deixava um pouco meu amigo de lado para brincar de elástico. Essa brincadeira me chamava atenção pelo seu desafio. A medida que se ia avançando, o elástico ficava mais alto, até chegar no pescoço daquela que segurava, e o fato de tentar fazer o que quase ninguém conseguia me instigava muito, apesar de nunca passar da “coxinha” como chamávamos a altura da coxa que o elástico ficava. Essa brincadeira me marca até hoje, pois envolve transpor sempre um desafio novo, e você encontra vários tipos de regras, dependendo do lugar onde brinca. Eu mesma sabia várias formas de se brincar de elástico. Abaixo deixo dois links sobre como se brinca de elástico.
    http://www.youtube.com/watch?v=za1NlAoFT2o
    http://www.youtube.com/watch?v=K0ka8ec-308

  6. Rayane Silva disse:

    Quando lembro da minha infância lembro das minhas bebês bonecas, das roupinhas que ganhava usadas para por nelas, os sapatos, os banhos no tanque de lavar roupa da minha mãe, gostava muito de brincar de casinha dar papa pra elas. Brincava as vezes sozinha ou muitas das vezes minhas amigas passavam o dia todo na minha casa para brincar de casinha.
    Mas tinha outras brincadeiras, como pular elástico, andar de patinete, até mesmo jogar bola.
    Tenho boas recordações da minha infância, e vejo quanto mudou em tão pouco tempo, não se vê mais crianças fazendo uma boneca dormir, trocando suas roupinhas, essas bonecas apenas ficam de enfeite, o que é uma pena, pois hoje vejo que aprendi muito com todas minhas brincadeiras.

    Aqui são algumas brincadeiras:
    https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=888&bih=553&q=brincadeira+de+pular+el%C3%A1stico&oq=brincadeira+de+pular+el%C3%A1stico&gs_l=img.3..0.3074.16349.0.17363.37.31.4.1.0.1.655.6241.10j10j4j4j0j3.31.0….0…1ac.1.31.img..36.1.375.Muzb3_SPq4w#facrc=_&imgrc=TOWRsAg0XV6JPM%3A%3B4btRghA4t8QWxM%3Bhttp%253A%252F%252F2.bp.blogspot.com%252F-eIpWSsncFOM%252FUCmt80kNgpI%252FAAAAAAAAUJ0%252FfOQyk1_t-OA%252Fs1600%252FBRINCANDO%252BDE%252BELASTICO%252B2.JPG%3Bhttp%253A%252F%252Fedasuaepoca.blogspot.com%252F2012%252F08%252F1980-pula-elastico.html%3B1600%3B1200

    https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=888&bih=553&q=brincadeira+de+pular+el%C3%A1stico&oq=brincadeira+de+pular+el%C3%A1stico&gs_l=img.3..0.3074.16349.0.17363.37.31.4.1.0.1.655.6241.10j10j4j4j0j3.31.0….0…1ac.1.31.img..36.1.375.Muzb3_SPq4w#hl=pt-BR&q=brincadeira+de+casinha&tbm=isch&facrc=_&imgdii=_&imgrc=y_Wpb1Mfvp-OGM%3A%3Bj9jsb6yE34cRtM%3Bhttp%253A%252F%252Fcapitaocegonha.com.br%252Fblog%252Fwp-content%252Fuploads%252F2012%252F03%252Fbrincando-de-casinha-com-boneca.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fcapitaocegonha.com.br%252Fblog%252F2012%252F03%252F28%252Fcriancas-brincando-dentro-de-casa%252F%3B892%3B598

  7. Talita disse:

    Tentar recordar a infância é abrir um baú que, não fechado á tanto tempo assim, guarda coisas já tão esquecidas. Ao tentar recordar minha infância, o que me vem a memória são redescobertas, encontradas umas debaixo das outras, ali ainda escondidas no baú.
    Como minha mãe trabalhava quase até tarde da noite morei com minha avó quando criança. E perto da casa dela havia crianças com quem brincava, e em especial duas amiguinhas que sempre me chamavam. Me achava muito importante porque elas gostavam de me escolher para as brincadeiras. Ali, lembro-me que brincávamos de elástico, feijão-queimado, barra-manteiga, pique-esconde, entre outras brincadeiras. Sozinha, eu gostava de brincar de bárbie.
    Ainda com minha mãe tendo que trabalhar, e eu sendo um pouquinho maior, fui morar com minha tia. Lá havia meus primos, uma maior e outro um pouco mais velhos, então ainda brincávamos quando saíamos para a pracinha. Era pique esconde, pique alto, e muitos outros “piques”. E por fim, quando finalmente morei com minha mãe, a brincadeira que me lembro era de pipa, em que brincava com meu vizinho, e outras que brincava apenas quando ia para casa das minhas primas.
    Relembrar destas brincadeiras, e saber que ainda tem mais coisas a contar, coisas que ficaram esquecidas é muito bom e ao mesmo tempo é saber que o tempo passa, e que coisas que nos marcam permanecem.
    “Velhinhos são crianças nascidas faz tempo” diz a música, significando que não importa a idade, seremos sempre crianças em nosso espírito.
    Segue-se o link de algumas das brincadeiras da minha infância.
    http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/feijao-queimado/4e3ed2033cb317686300000f.html
    http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/barra-manteiga/4e3b22eb5cf358183f000006.html

  8. Silvana disse:

    A infância período, belo e importante de nossas vidas.
    Lembro deste tempo de inocência e de brincadeiras que não vejo mais.
    Eu e meus amigos crianças da minha rua, primos, coleguinhas da escola
    brincávamos de roda´passa anel, bola-queimada, pique, serve.
    Eu brincava de boneca também, mas o que eu mais gostava era de subir
    nas arvores frutíferas que existiam lá no sitio do meu avô.
    Foi um tempo muito gostoso que não tem como esquecer.
    https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1600&bih=808&q=brincadeiras+antigas&oq=brincadeirs&gs_l=img.1.1.0i10j0i10i24l9.25022.30997.0.45209.11.8.0.3.3.0.203.1576.0j3j5.8.0….0…1ac.1.32.img..0.11.1577.0iR8ESLrEp8#facrc=_&imgdii=_&imgrc=y_fp4nRYXg0JQM%3A%3BlHz2J1Wi0d7nJM%3Bhttp%253A%252F%252Fdoceglamour7.files.wordpress.com%252F2013%252F05%252Fesconde-esconde-01.gif%3Bhttp%253A%252F%252Fdoceglamour7.wordpress.com%252Fcategory%252Fcuriosidade%252F%3B450%3B316
    https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1600&bih=808&q=brincadeiras+antigas&oq=brincadeirs&gs_l=img.1.1.0i10j0i10i24l9.25022.30997.0.45209.11.8.0.3.3.0.203.1576.0j3j5.8.0….0…1ac.1.32.img..0.11.1577.0iR8ESLrEp8#facrc=_&imgdii=_&imgrc=1Il2STtlSQDRpM%3A%3BxkexXR6RrYTFDM%3Bhttp%253A%252F%252Fborboletas.na.janela.zip.net%252Fimages%252Fcc.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fborboletas.na.janela.zip.net%252F%3B480%3B325https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1600&bih=808&q=brincadeiras+antigas&oq=brincadeirs&gs_l=img.1.1.0i10j0i10i24l9.25022.30997.0.45209.11.8.0.3.3.0.203.1576.0j3j5.8.0….0…1ac.1.32.img..0.11.1577.0iR8ESLrEp8#facrc=_&imgdii=_&imgrc=GJXa1zQUzis5fM%3A%3BG3stC8kThfV7lM%3Bhttp%253A%252F%252Fbrincadeirasantigas.zip.net%252Fimages%252Froda_grande.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fbrincadeirasantigas.zip.net%252F%3B400%3B337

  9. Adail Macedo disse:

    Minha infância, o que mais me marcou não foi somente as brincadeiras lúdicas, as histórias fantasiosa, as histórias de medos mais o que me chama a atenção é a pureza, a ingenuidade um mundo onde não nos adoecemos, não morremos, não envelhecemos um mundo de fantasia mas quando acordamos vem os medos vamos de encontro com a realidade é aquele mundo colorido vão se apagando é a vida vai se tornando em preto e branco.
    https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1280&bih=676&q=Uni%C3%A3o+familiar+na+inf%C3%A1ncia&oq=Uni%C3%A3o+familiar+na+inf%C3%A1ncia&gs_l=img.3…60885.121905.0.161326.26.8.0.18.18.0.219.1622.0j2j6.8.0….0…1ac.1.32.img..11.15.1653.Jh2XrPitxg0#facrc=_&imgdii=_&imgrc=tPE-z8Ko3QuUnM%3A%3BzjAW-BwGZTqg9M%3Bhttp%253A%252F%252F2.bp.blogspot.com%252F-0EU1UQHmWDY%252FUlmRkD6Kh_I%252FAAAAAAAAM90%252Fr4nZiu2Zxog%252Fs1600%252Frtrtrttrtr.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.negociosdefamilia.com.br%252F2013%252F10%252Frefeicoes-ponto-de-uniao-familiar.html%3B448%3B336

  10. Darcy disse:

    Para mim relembrar das brincadeiras da infância é uma viagem longa para o passado. É tudo muito diferente de hoje .Os brinquedos eram, cavalinhos de pau que nós mesmo fazia. bola de meia , carrinho de madeira pipa que nós chamava de papagaio ,bolinha de gudi e outros.
    As brincadeiras eram muitas. Brincar de esconder,pega pega, brincar no riacho que era perto de casa , brincar de cobra cega e muitos outros.
    Acabei de fazer uma longa viagem revi muitos coleguinhas que já se foram para o alem.https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1600&bih=808&q=cobra+cega&oq=cobra+cega&gs_l=img.3..0l10.22854.40513.0.44819.10.9.0.1.1.0.187.1544.0j9.9.0….0…1ac.1.32.img..0.10.1544.n1oPDloQmWs#facrc=_&imgdii=_&imgrc=-9jZn8h7lQt-NM%3A%3BZSk9DnGUuS6RnM%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.guiasjp.com%252Fimagem.php%253FT%253Dkids_itens_anexos%2526F%253Darquivo%2526ID%253D253%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.guiasjp.com%252Findex.php%253Foption%253D365%2526id_item%253D42%2526id_categoria%253D3%3B350%3B228

  11. Benina Magio Anibal disse:

    Quando lembro da minha infancia, lembro-me das brincadeiras de pular corda, brincadeiras de roda, bola queimada, mas o que eu mais gostava era andar em cima de cercas de pau a pique, andar a cavalos, pois, morávamos em sitio. Nunca tive bonecas, nós fazíamos bonecas de pano, de sabugo de milho e era tudo muito divertido. Hoje as crianças preferem brinquedos eletrônicos, jogos em computador, raramente praticam alguma atividade saudável.

  12. maria fuentes disse:

    Minha infância foi na fazenda era muito boa, as brincadeiras eram diversas principalmente casinha de bonecas,a unica boneca o meu avô que me deu era de louça guardei muito tempo, um dia estava brincado caiu quebrou, ai era de milho era bom porque tinha a loira a morena a ruiva depois acabava a safra do milho ai ficava o sabugo também virava boneca, e a gente se divertia muito com outras brincadeiras, brincando de pique esconde, bola queimada, balanço, amarelinha nossa era o que a gente gostava mais, importante mesmo era amigas e amigos que depois de muito tempo recuperei quase todos, é muito bom a gente fica recordando.
    https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1280&bih=676&q=amarelinha&oq=amarelinha&gs_l=img.3..0l10.13260.31075.0.33680.10.8.0.2.2.0.203.1605.0j1j7.8.0….0…1ac.1.32.img..0.10.1605.dFbHz-qJ8Ng#facrc=_&imgdii=_&imgrc=AKLqFF_Vias9yM%3A%3B5KxnUeaZhMXgoM%3Bhttp%253A%252F%252F1.bp.blogspot.com%252F-d3lTc5S67DI%252FT1eVkE8qBmI%252FAAAAAAAAAWw%252FXvmVW–1kbA%252Fs320%252Famarelinha.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fnelsonlellis.blogspot.com%252F2012%252F03%252Fno-ceu-pode-tudo-o-jogo-da-amarelinha.html%3B199%3B320

  13. Nelson Naves de Souza disse:

    Lembranças da minha infância: antes dos meus 7 anos era brincar na terra com os meus próprios brinquedos, era de peteca, bola feita de meias velhas, fazendinha com bois, vacas, cabritos, cavalos, na roça fazia os mantimento, os pés de arroz, milho, feijão, cafe, as frutas,
    bananeiras, laranjeiras, na horta as verduras, alface, cebolinha, e com isso eu passava as minhas brincadeiras de criança. Já estava esquecendo todas as brincadeiras, como de ir mergulhar na lagoa, era uma água limpinha e depois tomava outro banho antes de deitar para dormir, foi muito legal .
    https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1920&bih=988&q=petecas&oq=petecas&gs_l=img.3..0l8j0i24l2.22511.27113.0.30701.7.6.0.1.1.0.203.1155.0j4j2.6.0….0…1ac.1.32.img..0.7.1155.QWYI5Xm4esQ#facrc=_&imgdii=_&imgrc=gAKkktJ5TTW63M%3A%3BbUsGQ9tui2w6CM%3Bhttp%253A%252F%252F3.bp.blogspot.com%252F-QvKNDLMCulc%252FTakdlT6KqKI%252FAAAAAAAAAC4%252FQKKIXvx1XNk%252Fs1600%252Fpeteca%252Bdo%252Bseu%252Btoninho.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Feducaremcontexto.blogspot.com%252F2011_08_01_archive.html%3B300%3B400

  14. marlene disse:

    Ás vezes eu fico pensando como eu era tão feliz porque eu não tinha
    nenhum brinquedo, mas tinha as árvores com muitas frutas deliciosas,
    era o que mais gostava durante o dia, e a noite na minha casa dormia cedo, não tinha luz no entanto nem televisão, muito menos radio nem de pilha, pois eramos muito pobre, também não existia essas tecnologias mais mesmo assim eu era mais feliz do que muitas crianças que tem tudo e não dá valor, eu gostava de brincar, pular corda, me divertia muito, tomar banho com minhas primas nas cachoeiras.

  15. Elizabeth guerra disse:

    No meu tempo de criança era muito divertido eu e meus irmãos brincávamos de pega pega, boneco de barro, casca de melancia, pedaço de qualquer coisa que se encontrava, também andávamos nos matos procurando ninhos de pássaros pretos para brincar com os filhotes que ficava o tempo todo com o biquinho aberto esperando as minhoquinhas que a gente pegava na lama para alimentá-los, também brincávamos com os pintinhos amarelinhos que tinha acabado de nascer, só para ver a mãe brava, outras brincadeiras como puxar o rabo do cavalo só para ver o coitado dar coise, esta foi uma parte da minha infância.

  16. Vanda disse:

    “A infância”. Dias felizes que não voltam mais, quantas saudades, minha pré-escola com suas brincadeiras ingênuas, tão ingênuas quanto nossas cabecinhas.
    Brincávamos, de passar anel de roda, de recitar aquelas poesias que para nós era a maior alegria conseguir decorá-las. Ainda me lembro, de minha 1º professora quantas saudades, e de meus amiguinhos, então sorríamos o tempo todo e de tudo. Éramos felizes.
    O mais importante, foi que a mesma turma continuou até o fim do ciclo, isto fez, com que a gente cada vez ficássemos mais amigos.
    As brincadeiras foram ficando, cada vez mais alegres e divertidas.
    Começaram então o período de bonecas, carrinhos, bolas, petecas e um pouco maiores, as brincadeiras de rua, isso, porque nasci e cresci em cidade muito pequena nada era perigoso. Éramos livres para nos divertir, com muita liberdade. Nossos pais, de vez em quando ia nos olhar, mas era por excesso de zelo.
    Como tudo foi maravilhoso. Um tempo que jamais quero esquecer.
    Vanda.

  17. Luzia gongora disse:

    Minha Infância
    Na minha infância as brincadeiras eram assim: eu brincava de roda, passar anel, pega-pega e de boneca. A boneca era de pano, mas bem bonita, minha mãe que fazia, a vaquinha era de bucha as pernas era de pau e o olho era de semente, brincava também de amarelinha, subia nas árvores, principalmente quando minha mãe queria me bater, fazia comidinha, fritava os ovos dos pássaros que a gente achava, era uma delicia, pois éramos nós mesmos que fazíamos e comia com prazer,fazia os vestido para as bonecas e também tinham as bonecas de milho que eu fazia rabinho ou fazia chuquinha, ficava uma gracinha , tinha um buracão, onde a gente subia para pular,ou escorregar, eu e as minhas amigas .
    http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/passa-anel/4e42f5d83cb3176863000028.html

  18. Aparecida Dias Andrade disse:

    Minha infância
    Na minha infância eu brincava de casinha com minhas primas, com bonecas de pano.
    Brincávamos de roda,de esconde-esconde, pulava corda, brincava de passar anel e pulava amarelinha . Nós não víamos o tempo passar. No fundo da minha casa passava,um córrego, e escondido da minha mãe nós entravamos na água com roupa e tudo. Chegávamos em casa molhada e minha mãe ficava muito brava. Minhas primas vestiam minhas roupas e as brincadeiras continuava . Por ser filha única eu era muito apegada com minhas primas
    Eu as considerava como irmãs,quando elas ia embora eu ficava muito triste. Quando eu completei 8 anos eu ganhei uma boneca de louça de minha madrinha.
    Fiquei muito feliz ,fiz muitas roupinhas para ela, quando me casei, eu dei minha boneca para minha afilhada que a destruiu em pouco tempo. Minha infância foi pobre. Mas eu fui muito feliz minha prima Eunice e Araídes , se vocês lerem esta estória vão relembrar comigo, já faz muito tempo e a gente nunca esquece.

  19. Maria Ines disse:

    Minha infância
    Em minha infância eu morava na roça com meus irmãos, nos costumávamos brincar de passa anel, convidávamos as crianças da colônia para participar, ai brincávamos de amarelinha e de esconde-esconde. Minha mãe ficava muito brava porque a gente esquecia a hora, porque no outro dia todos tínhamos que ir para a roça e eu que levava almoço para eles e para meu pai. Eu voltava com muita preguiça porque tinha que lavar as louças
    https://www.google.com.br/search?q=passar+anel&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=_HOcUqX-IsejkQel4ICwBg&ved=0CDEQsAQ&biw=1600&bih=808#facrc=_&imgdii=_&imgrc=Yyh0_-4iwKE4VM%3A%3BqTcCP2uRAPPBaM%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.vamosbrincarlafora.com.br%252Ffmanager%252Fkylyh%252Fbrincadeira_29.png%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.vamosbrincarlafora.com.br%252Fbrincadeira%252Fpassa-anel.html%3B1305%3B735

    peja-segunda feira

  20. Aparecida Dias Andrade disse:

    Minha infância
    Na minha infância eu brincava de casinha com minhas primas, com bonecas de pano.
    Brincávamos de roda,de esconde-esconde, pulava corda, brincava de passar anel e pulava amarelinha . Nós não víamos o tempo passar. No fundo da minha casa passava,um córrego, e escondido da minha mãe nós entravamos na água com roupa e tudo. Chegávamos em casa molhada e minha mãe ficava muito brava. Minhas primas vestiam minhas roupas e as brincadeiras continuava . Por ser filha única eu era muito apegada com minhas primas
    Eu as considerava como irmãs,quando elas ia embora eu ficava muito triste. Quando eu completei 8 anos eu ganhei uma boneca de louça de minha madrinha.
    Fiquei muito feliz ,fiz muitas roupinhas para ela, quando me casei, eu dei minha boneca para minha afilhada que a destruiu em pouco tempo. Minha infância foi pobre. Mas eu fui muito feliz minha prima Eunice e Araídes , se vocês lerem esta estória vão relembrar comigo, já faz muito tempo e a gente nunca esquece.

    peja segunda feira

  21. VANDELICE F disse:

    Minha infância foi muito boa, éramos oito irmãos, brincava muito com eles e com meus amigos de bola queimada e também íamos, numa chácara e lá brincávamos muito de roda e na minha escola também. Pois na minha época, éramos mais livres e não tinha perigo. Quando eu era bem pequena ganhei uma linda boneca na rifa que meu pai comprou para mim, ela era do meu tamanho e não podia brincar muito com ela, pois era de louça. Quando já era maior, minha linda boneca quebrou e fiquei muito triste pois não podia comprar outra. Lembro também quando ia para casa da minha avó e lá eu e minhas primas brincávamos de bola, de amarelinha e de casinha, tinham muitas flores no quintal, era muito grande e tinha um pomar que íamos apanhar muitas frutas, no fundo do quintal tinha um chiqueiro enorme, nós pegávamos muitos bicho de pé, tinha também um rio chamado rio do jacaré, sempre íamos lá nadar. Minha infância não foi só brincadeira, tínhamos que trabalhar, raspávamos cana para meu pai trabalhar, ele vendia garapa. Mas passou muito rápido minha infância, que saudade ela deixou.
    https://www.google.com.br/search?q=boneca+de+lou%C3%A7a+antiga&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=cJulUujIDJHIsATq-YCQDQ&sqi=2&ved=0CAcQ_AUoAQ&biw=1600&bih=808#facrc=_&imgdii=_&imgrc=nBKFfInY0CJBlM%3A%3BHr1-h5CLuTpIiM%3Bhttp%253A%252F%252Fimg.clasf.com.br%252F2013%252F11%252F01%252FBoneca-de-porcelana-importada-embalagem-original-20131101220951.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.clasf.com.br%252Fq%252Fboneca-de-porcelana-antiga%252F%3B360%3B480

    peja-segunda-feira

  22. santo de brito silva disse:

    LEMBRANÇAS de MINHA INFÂNCIA
    Há muitos anos, quando ainda a maioria destes jovens de hoje ainda nem eram nascidos, a vida simples no campo predominava. Estudava – se quando muito até o nível primário, somente então algumas famílias, o que era muito raro na época, conseguiam com bastante sacrifício enviarem seus filhos para a cidade mais próxima, o que lhes proporcionava oportunidade para prosseguir nos estudos. Provavelmente devido a esta dificuldade, via-se num futuro bem próximo o progresso daquele aluninho de origem caipira, que com o apoio dos familiares, em pouco tempo galgavam posições de destaque na sociedade, tornando-se para o orgulho de todos um grande profissional nos ramos diversos: na medicina, engenharia, educação, etc.
    Quando já formados, integrados na vida urbana, lembravam com saudades dos tempos de criança, da vida na roça, onde havia galo, noites e quintais. Reviviam os dias na fazenda junto aos pais, aos vizinhos e parentes, todos com um estilo de vida semelhante, aos quais, a todos devíamos respeito e obediência. Às vezes antes de dormir, em noites enluaradas e de céu de um profundo azul e salpicado de estrelas, nós ainda crianças disputávamos o colo de um adulto, para que nesse aconchego familiar pudéssemos ouvir suas falas, suas estórias, seus poucos planos para o futuro. Tudo isso acontecia numa união que de tão densa, aparentava até o que nós adultos hoje chamamos de “ paraíso “… que ao nosso entender seria já um pedacinho do céu… cenas que desfilarão em nossas mentes como doces lembranças, de um tempo que não volta nunca mais. Foi nesse ambiente que eu e meus irmãos nascemos e crescemos, nos divertindo com brincadeiras geralmente improvisadas, pega-pega, barata, esconde-esconde, corda e outras… E sob o efeito dessa educação que crescemos, motivo pelo qual muitas vezes estranhamos o comportamento das crianças e jovens de hoje.

  23. magdalena disse:

    Na minha infância eu brincava de casinha, fazia comidinha e brincava de boneca, eu era a mãe e a minha colega era a filhinha. Estávamos sempre juntas nunca brigamos, sempre amigas. O tempo foi passando, eu cresci e hoje sou feliz com minha família, continuo brincando. Não deixei de ser criança quando lembro tenho saudade do tempo que passou e quero voltar a ser criança.
    https://www.google.com.br/search?q=boneca&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=c5mlUpSDM-zFsATslYDoAQ&ved=0CAcQ_AUoAQ&biw=1600&bih=808#q=boneca+de+pano&tbm=isch&facrc=_&imgdii=_&imgrc=ITAeZMlP0N4nxM%3A%3BfGlOW7tYhhwOdM%3Bhttp%253A%252F%252Ffernandawulff.pbworks.com%252Ff%252FBONECA_DE_PANO_245-0_TRATADA.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Ffernandawulff.pbworks.com%252Fw%252Fpage%252F10098963%252FSeria%2525C3%2525A7%2525C3%2525A3o%252520e%252520Classifica%2525C3%2525A7%2525C3%2525A3o%3B351%3B450

    peja-segunda-feira

  24. Elza F. de F.Olicerio disse:

    Agora vou contar a estória da minha infância, eu trabalhava muito e brincava muito com bonequinha de pano que aminha mãe fazia. O meu pai não tinha boas condições, mas eu vivia muito feliz, pois eu tinha meus pais.
    Obrigado meu Deus pela vida que eu tive, mas eu tenho saudade daquele tempo.
    https://www.google.com.br/search?q=boneca+de+pano&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=0JylUoK_DIrLkAfV0YHIDA&ved=0CAcQ_AUoAQ&biw=1920&bih=988#facrc=_&imgdii=_&imgrc=1F3PthOtUDVZcM%3A%3BHj6X_KVrJR4ItM%3Bhttp%253A%252F%252Fvmulher5.vila.to%252Finteracao%252Foriginal%252F8118689%252Fbonecas-de-pano-8118689-25270.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fvilamulher.terra.com.br%252Fbonecas-de-pano-tg.html%3B323%3B430

    peja- segunda-feira

  25. Islia Maria Gonçalves Galavotti disse:

    Quando criança, adorava brincar de casinha. Minha mãe dava os mantimentos e eu cozinhava num fogãozinho feito de tijolo. Após a refeição pronta, minha mãe e meu pai participavam. Eles comiam e diziam estar deliciosa, e eu ficava muito feliz. A verdade é que a comida tinha gosto de fumaça.Mas a gente se divertia mesmo assim.

  26. Islia Maria Gonçalves Galavotti disse:

    Quando criança, adorava brincar de casinha. Minha mãe dava os mantimentos e eu cozinhava num fogãozinho feito de tijolo. Após a refeição pronta, minha mãe e meu pai participavam. Eles comiam e diziam estar deliciosa, e eu ficava muito feliz. A verdade é que a comida tinha gosto de fumaça. Mas a gente se divertia mesmo assim.
    https://www.google.com.br/search?q=Brincadeira+de+crian%C3%A7a+comidinha&espv=210&es_sm=93&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=soOcUpvVFMWukAfFpYDoBA&ved=0CAkQ_AUoAQ&biw=1600&bih=808#es_sm=93&espv=210&q=Brincadeira+de+crian%C3%A7a+fog%C3%A3ozinho+antigamente&tbm=isch&facrc=_&imgdii=_&imgrc=3B2_Vp1nh-94wM%3A%3BW4YVk2KNWVN0yM%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.coisasdadoris.com.br%252Fblog%252Fwp-content%252Fuploads%252F2013%252F03%252F31-e2-054_1.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.coisasdadoris.com.br%252Fblog%252F%253Fp%253D8027%3B1000%3B1000

    Peja- segunda- feira

  27. luiza sarmento vieira disse:

    Minha infância foi muito boa, éramos oito irmãos, brincava muito com eles e com meus amigos de bola queimada e também íamos, numa chácara e lá brincávamos muito de roda e na minha escola também. Pois na minha época, éramos mais livres e não tinha perigo. Quando eu era bem pequena ganhei uma linda boneca na rifa que meu pai comprou para mim, ela era do meu tamanho e não podia brincar muito com ela, pois era de louça. Quando já era maior, minha linda boneca quebrou e fiquei muito triste pois não podia comprar outra. Lembro também quando ia para casa da minha avó e lá eu e minhas primas brincávamos de bola, de amarelinha e de casinha, tinham muitas flores no quintal, era muito grande e tinha um pomar que íamos apanhar muitas frutas, no fundo do quintal tinha um chiqueiro enorme, nós pegávamos muitos bicho de pé, tinha também um rio chamado rio do jacaré, sempre íamos lá nadar. Minha infância não foi só brincadeira, tínhamos que trabalhar, raspávamos cana para meu pai trabalhar, ele vendia garapa. Mas passou muito rápido minha infância, que saudade ela deixou.
    https://www.google.com.br/search?q=boneca+de+lou%C3%A7a+antiga&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=cJulUujIDJHIsATq-YCQDQ&sqi=2&ved=0CAcQ_AUoAQ&biw=1600&bih=808#facrc=_&imgdii=_&imgrc=nBKFfInY0CJBlM%3A%3BHr1-h5CLuTpIiM%3Bhttp%253A%252F%252Fimg.clasf.com.br%252F2013%252F11%252F01%252FBoneca-de-porcelana-importada-embalagem-original-20131101220951.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.clasf.com.br%252Fq%252Fboneca-de-porcelana-antiga%252F%3B360%3B480

  28. isilda disse:

    LEMBRANÇAS de MINHA INFÂNCIA
    Há muitos anos, quando ainda a maioria destes jovens de hoje ainda nem eram nascidos, a vida simples no campo predominava. Estudava – se quando muito até o nível primário, somente então algumas famílias, o que era muito raro na época, conseguiam com bastante sacrifício enviarem seus filhos para a cidade mais próxima, o que lhes proporcionava oportunidade para prosseguir nos estudos. Provavelmente devido a esta dificuldade, via-se num futuro bem próximo o progresso daquele aluninho de origem caipira, que com o apoio dos familiares, em pouco tempo galgavam posições de destaque na sociedade, tornando-se para o orgulho de todos um grande profissional nos ramos diversos: na medicina, engenharia, educação, etc.
    Quando já formados, integrados na vida urbana, lembravam com saudades dos tempos de criança, da vida na roça, onde havia galo, noites e quintais. Reviviam os dias na fazenda junto aos pais, aos vizinhos e parentes, todos com um estilo de vida semelhante, aos quais, a todos devíamos respeito e obediência. Às vezes antes de dormir, em noites enluaradas e de céu de um profundo azul e salpicado de estrelas, nós ainda crianças disputávamos o colo de um adulto, para que nesse aconchego familiar pudéssemos ouvir suas falas, suas estórias, seus poucos planos para o futuro. Tudo isso acontecia numa união que de tão densa, aparentava até o que nós adultos hoje chamamos de “ paraíso “… que ao nosso entender seria já um pedacinho do céu… cenas que desfilarão em nossas mentes como doces lembranças, de um tempo que não volta nunca mais. Foi nesse ambiente que eu e meus irmãos nascemos e crescemos, nos divertindo com brincadeiras geralmente improvisadas, pega-pega, barata, esconde-esconde, corda e outras… E sob o efeito dessa educação que crescemos, motivo pelo qual muitas vezes estranhamos o comportamento das crianças e jovens de hoje.

    peja segunda feira

  29. isilda disse:

    Em minha infância sempre morei na fazenda, por isso brincava com meus irmãos, de pega-pega, gostávamos de fazer casinha na terra, ou fazer cabaninha em volta da mesa com cobertor, lembro que éramos muito felizes, pois nos dávamos muito bem, não tinha brinquedo industrializados mas era caseiro, minha mãe fazia boneca de pano com roupinha,pegávamos vaga-lumes a noite era muito gostoso, tenho muita saudade.
    https://www.google.com.br/search?q=boneca+de+pano&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=k4qcUoDvLpe-sQSMnYKQAQ&sqi=2&ved=0CD4QsAQ&biw=1600&bih=808#q=boneca+de+pano+antiga&tbm=isch&facrc=_&imgdii=_&imgrc=PaARjKkQVmnSVM%3A%3Bu8lHxeUPc0VrRM%3Bhttp%253A%252F%252F4.bp.blogspot.com%252F_Uk_GnjL0S7U%252FTKJfzN387_I%252FAAAAAAAAACk%252Fd5thA56v1Ms%252Fs1600%252FBonecas%252Bde%252BPano.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fjornadainacianadeacolhida.blogspot.com%252F2010%252F09%252Fprojeto-bonecas-de-pano-25092010.html%3B1600%3B1200

  30. Euclides Grigoleto disse:

    Na minha infância o que eu mais gostava era brincar com bola, eu me reunia com os meus colegas e formava um time e jogávamos para ver quem era o melhor. Eu quando jogava não gostava de perder, me esforçava o Maximo para ganhar ,dificilmente eu perdia pois eu era um dos que jogava melhor.
    Lembro-me do meu passado e sinto saudade dos bons tempos de minha infância.
    http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://3.bp.blogspot.com/_WtLKqFC3tOo/S9ZZsW4ZAbI/AAAAAAAACvA/zT3MpKXUlWY/s1600/cd%2Bjogar%2Bbola%2Bpolyart%2B(Small).jpg&imgrefurl=http://omanancialzinho.blogspot.com/2010_04_01_archive.html&h=322&w=400&sz=27&tbnid=o9csU2h6pLVCSM:&tbnh=90&tbnw=112&zoom=1&usg=__L7vdPEMJGQDdiNdUCK6mGz-3mEo=&docid=UvRgD9p4ktJ7UM&sa=X&ei=vIecUqiiO8yNkAf43IEw&ved=0CC0Q9QEwAA

    peja-segunda feira

  31. roberto moyano rodrigues disse:

    Na minha infância nós íamos nadar na represa do Luizão e também andar de trolinho na linha do trem, e também catar gabiroba. Lá na chácara do japonês , também pegar manga e caçar passarinho e para ganhar dinheiro fiz um carrinho e ia nos pastos pegar esterco e batia de casa em casa para ver se dona da casa queria o esterco para por no jardim. Eu tinha que espalhar no jardim após espalhar e receber eu perguntava se ela tinha jornal velho ou garrafa para me dar.
    A minha Infância foi muito boa , e para nos não ficarmos na rua a minha mãe mandava nos para o escritório do meu tio para ir pegar talão de nota, para o meu tio e os funcionários dele fazer a contabilidade.
    https://www.google.com.br/search?q=trolinho&espv=210&es_sm=93&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=zoqcUs7fOcP6oASn6YFY&ved=0CD0QsAQ&biw=1600&bih=808#facrc=_&imgdii=_&imgrc=kSIlooORqA6eHM%3A%3BvfpLz-Evk4iFkM%3Bhttp%253A%252F%252Fapi.ning.com%252Ffiles%252F2DIHbdk4GzlHa52eMAsyQHaiMma*RMlD7MPhS25fpt8qUnRIstfz6lmg5F26vLixVabGuHSDZ1TG4iWB9ZD47asCKMO4HhGl%252FTrolinho.JPG%253Fwidth%253D737%2526height%253D412%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.amantesdaferrovia.com.br%252Fphoto%252Ftrolinho-1%253Fxg_source%253Dactivity%3B737%3B412

    pezasegundafeira

  32. Lina Ono disse:

    Na minha infância brinquei com vários brinquedos bem divertido,o que mais me marcou foi a amarelinha,gostava de reunir na minha casa primeiro tomávamos um suco de frutas e um lanche e ficávamos a tarde toda brincando de amarelinha quando enjoávamos mudávamos de brinquedo como pular corda brincar de roda,eu achei minha infância muito boa pois tinha muitas coleguinhas para brincar juntos.
    https://www.google.com.br/search?q=amarelinha&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=KoucUpe8BK_gsATf6IDQBw&sqi=2&ved=0CC0QsAQ&biw=1152&bih=772#facrc=_&imgdii=_&imgrc=QWsjsLChEb3CxM%3A%3BKGTnXQu6PnP78M%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.advocaciatribst.com.br%252Fwp-content%252Fuploads%252F2012%252F01%252Famarelinha.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.advocaciatribst.com.br%252F2012%252F01%252F21%252Fcomo-os-pais-podem-contribuir-com-a-vida-escolar-de-seu-filho%252Famarelinha%252F%3B314%3B306

    PEJA-segunda feira

  33. sebastião de oliveira disse:

    Como eu brincava infância: eu caçava de arapuca, caçava de estilingue, jogava bola de meia , nadava na cachoeira, corria a cavalo e colocava galo para brigar eia na escola estuda e trepava nas arvores e corri em cavalo de pau e catava algodão.

    Imagem: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/galerias/imagem/0000000625/md.0000023444.jpg

  34. Neuza Verati Martins disse:

    Na minha infância a brincadeira quase sempre era ao ar livre,na frente das casas brincávamos de roda.de pega pega corríamos muito era muito divertido. Não tinha nenhum brinquedo a gente inventava,amarrava corda na arvore para fazer balanço,os meninos faziam carrinhos de rolimã,e quando chovia as mães faziam bonecas de pano.tenho saudade andava livre nos pomares comendo fruta.Os meus netos não desfrutam da alegria de viver na natureza.
    imagem:https://meninacesa.files.wordpress.com/2010/04/pique1.jpg

  35. dirce maria jeffrey disse:

    minha brincadeira de infância a que mais gostava era de boneca feita de pano pela minha mãe para mim e minhas irmãs gostávamos também pular corda roda e piqui uma vez meus pais saíram e fomos brincar de pique minha irmã mais nova correu para bater o piqui e por assar ela bateu a cabeça no poste e caiu desmaiada ficamos apavoradas por sorte ela voltou em si sem maiores consequências para a nossa alegria.

    imagem:http://artesanato.culturamix.com/blog/wp-content/gallery/bonecas-7/Como-fazer-boneca-de-pano-01.jpghttp://artesanato.culturamix.com/blog/wp-content/gallery/bonecas-7/Como-fazer-boneca-de-pano-01.jpg

  36. josefa maria dos santos disse:

    É muito difícil falar de brincadeira porque na roça não tinha brinquedo era tudo improvisado eu não lembro de nenhum brinquedo comprado por meus pais a gente mesmo fazia os brinquedos boneca de pano qualquer coisa agente enrolava com um paninho e já era um brinquedo. aos domingos nos íamos tomar banho no rio, mas quando tinha as colegas, brincávamos de passar anel, roda pular corda.
    imagem:https://vamosbrincarderoda.files.wordpress.com/2016/03/cantigas-de-roda.jpg?w=652

  37. benedita lopes disse:

    minha infância gostava de brincar com boneca de casinha me fazia de mamãe brincava também de pular corda eu mesmo batia acorda pra pular brincava também de passar anel brincar em balanço feito de corda brincava de pique e amarelinha geralmente com colegas de escola quando menorzinha gostava de andar de triciclo tive uma infância simples mas muito feliz fazia boneca com espiga de milho com palha pra usar o cabelo fazia vaquinha com bucha verde brincava de peteca bola de meia etc.
    imagem:https://http2.mlstatic.com/b-antigo-boneca-alem-antiga-original-em-papel-mach-D_NQ_NP_653801-MLB20408227957_092015-O.jpg

  38. Aparecida de lourdes disse:

    OS meus finais de semana era brincar de pular corda todos os domingos eu e as minhas colegas nos reuníamos em frente de casa para brincarmos de pular corda as horas passavam que a gente nem via tenho lembrança das minhas amiga e da nossas brincadeiras a gente brincava ate escurecer hoje a gente não vê mais criança brincando de pular corda eu tenho saudade das nossas brincadeira de pular corda era a minha brincadeira preferida.
    imagem:http://3.bp.blogspot.com/–l5pYG2sliQ/UliEli-WMCI/AAAAAAAAE6I/rT4ZcVKsKRQ/s1600/to+na+escola+1.jpg

  39. Aparecida de lourdes disse:

    OS meus finais de semana era brincar de pular corda todos os domingos eu e as minhas colegas nos reuníamos em frente de casa para brincarmos de pular corda as horas passavam que a gente nem via tenho lembrança das minhas amiga e da nossas brincadeiras a gente brincava ate escurecer hoje a gente não vê mais criança brincando de pular corda eu tenho saudade das nossas brincadeira de pular corda era a minha brincadeira preferida.
    imagem sobre minha trajetoria :http://3.bp.blogspot.com/–l5pYG2sliQ/UliEli-WMCI/AAAAAAAAE6I/rT4ZcVKsKRQ/s1600/to+na+escola+1.jpg

  40. Luiz Leite Paiva disse:

    Eu fabricava bola com meia velha e enchia de papel ate ficar igual uma bola, porque não tinha dinheiro, chamava os meus colegas para juntos jogarmos futebol na rua de terra, era um sucesso ! Luiz leite paiva
    https://www.youtube.com/watch?v=WakqgzoaFuM escolhi este vídeo porque eu via no cantor Roberto Carlos mesmo tendo uma perna mecânica ele era um show de musicas era o rei da musica no Brasil ate hoje e a musica Jesus cristo eu me sentia forte na vida.

  41. Luiz Leite Paiva disse:

    Eu fabricava bola com meia velha e enchia de papel ate ficar igual uma bola, porque não tinha dinheiro, chamava os meus colegas para juntos jogarmos futebol na rua de terra, era um sucesso ! Luiz leite paiva
    https://www.youtube.com/watch?v=WakqgzoaFuM escolhi este vídeo porque eu via no cantor Roberto Carlos mesmo tendo uma perna mecânica ele era um show de musicas era o rei da musica no Brasil ate hoje e a musica Jesus cristo eu me sentia forte na vida.

  42. paulo disse:

    Foi um tempo que já mais poderia apagar da mente, quando eu ia para a chácara da tia Marina logo cedo ia ao barracão do gado para montar nos carros de bois, depois andar a cavalos para treinar laçar os bezerros , eu brincava trabalhando Paulo Roberto
    https://www.vagalume.com.br/tribalistas/velha-infancia.html o que esta musica me faz lembrar da infância é a liberdade e amizade verdadeira entre amigos e família junto ao respeito entre todos camaradas que também participava

  43. paulo disse:

    Foi um tempo que já mais poderia apagar da mente, quando eu ia para a chácara da tia Marina logo cedo ia ao barracão do gado para montar nos carros de bois, depois andar a cavalos para treinar laçar os bezerros , eu brincava trabalhando Paulo Roberto
    https://www.vagalume.com.br/tribalistas/velha-infancia.html o que esta musica me faz lembrar da infância é a liberdade e amizade verdadeira entre amigos e família junto ao respeito entre todos camaradas que também participava

  44. jacira disse:

    Guando era criança eu mesma fabricava os meus brinquedos boneca de pano bola de meia de tecido fazia peteca de palha de milho .
    Jacira
    https://http2.mlstatic.com/D_NQ_NP_976811-MLB20639702612_032016-K.jpg

  45. jacira pires disse:

    Guando era criança eu mesma fabricava os meus brinquedos boneca de pano bola de meia de tecido fazia peteca de palha de milho .
    Jacira
    https://http2.mlstatic.com/D_NQ_NP_976811-MLB20639702612_032016-K.jpg

  46. Évora Ap. Rosa disse:

    A brincadeira era simples mais a gente era feliz.
    Brincava com bonecas, pulava corda, pulava amarelinha,
    Com as crianças da vila
    Eu era muito feliz.
    http://4.bp.blogspot.com/-j1ExE-Ln3CM/Tz67C80Yx8I/AAAAAAAAM2c/VqsjgdaPlNo/s1600/GRUPO+ESCOLAR-+TEMPO+DA+ESCOLA-+ANOS+70-+FARDAMENTO-+DESFILE+07+DE+SETEMBRO+NA+ESCOLA-+LANCHEIRA-+CADERNOS+ANTIGOS-+TABUADA-+CARTILHAS+ANTIGAS-+CADERNO+AVANTE-COLEGIAL-005.jpg
    Eu achei que ir para a escola seria muito importante, principalmente,
    Quando vi a cartilha Caminho Suave.
    Que felicidade eu ia aprender a ler e escrever.

  47. Caudia, disse:

    Eu brincava de pular corda, de pega-pega, de casinha, de boneca. Tudo isto com as amiguinhas da fazenda. Foi o tempo melhor da vida. Claudia.
    http://jconlineimagem.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/2016/02/12/normal/ea7c2e89501d6de126dd7cd26a09cfdf.jpg
    escolhi esta imagem porque me lembra o tempo de moça parece a casa onda eu casei.

  48. maria antonia do nascimento rodrigues disse:

    Brincava de boneca de pano costurava os vestidos aos domingos chamava com minha irmãs, além disso, colocava uma corda no galho da caju e brincava de balanço com as amigas.
    Brincava roda passa anel grilo esconde e apareceu a margarida. Maria Antonia do nascimento Rodrigues .
    http://institutopensi.org.br/wp-content/uploads/2015/04/pular-corda.jpg

  49. carlos leite paiva disse:

    Quando eu era criança eu brincava pega-pega, junto dos meus amigos que eram meus vizinhos.
    Carlos leite Paiva.
    Essa é uma musica de Sergio reis
    A nossa vida começa aos quarenta anos,
    Nascem os planos do futuro da pessoa,
    Quem casa cedo logo fica separado,
    Porque a vida de casado às vezes enjoa,
    Dona de casa tem que ser mulher madura,
    Porque ao contrário o problema se amontoa,
    Não interessa se ela é coroa
    Panela velha é que faz comida boa

  50. sumiri iamane disse:

    Brincava de pular corda na casa das amigas
    Gostava de costurar roupas de bonecas e depois vestias por ultimo cada uma ia para suas casa.
    http://www.mudasnativco™asflorestais.com/images/mudas-frutiferas-manga.jpg

Deixar um comentário