11º Festival Internacional de Teatro de Rio Preto – SP – Brasil

On junho 19, 2011, in ArteEdu1, Miscelan, by Fábio Fernandes Villela

Novo Teatro da Swift – São José do Rio Preto – SP – Brasil

O destaque da 11ª edição do FIT – Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto é a peça “Where were you on january 8th?”, de Amir Reza Koohestani do Irã (Veja a descrição abaixo). A programação contará com 39 espetáculos, em apresentações que reúnem peças locais, infantis, nacionais, de rua e internacionais. Nesta edição, os espetáculos retratam a maneira de como os diretores das companhias investigam e processam a realidade atual e a desenvolvem no plano ficcional. O evento será realizado de 7 a 16 de julho.

Considerada uma das grandes questões do teatro contemporâneo, o conceito da 11ª edição do Festival trata o teatro como problematização do mundo, em que os espetáculos selecionados revelam-se processos artísticos de apropriação de outros processos. “Longe de ver o teatro como espelho ou reflexo do mundo, trata-se de compreendê-lo, já em sua diversidade, enquanto elaboração de mundos”, diz um trecho do texto da curadoria, formada por Marici Salomão, Maria Thereza Magalhães, Armando Fernandes e José Fernando Peixoto de Azevedo.

Durante dez dias, as artes cênicas irão invadir a cidade de São José do Rio Preto. Ao todo, serão 102 apresentações, em vários espaços do município e região. Recebem os espetáculos os teatros municipais Humberto Sinibaldi Neto e Nelson Casto, Teatro SESC e Teatro Waldemar de Oliveira Verdi (SESI). O espaço da Swift também será utilizado, dividido em sete locais de apresentação.

“Esta programação é resultado do esforço dos curadores, produção e coordenação, visando garantir mais uma edição de qualidade do FIT, que já é uma referência na cena teatral do país. Na cidade, o Festival permanece como uma vigorosa ação de desenvolvimento artístico-cultural junto a comunidade”, diz Sebastião Martins, Gerente do SESC Rio Preto e coordenador geral do FIT.

Para o secretário de Cultura, Antonio Carlos Parise, esta edição marca a consolidação do evento, que já se tornou tradição no país. “O FIT está entre os cinco maiores festivais de artes cênicas do país. Esta edição, mais uma vez, traz espetáculos de extrema qualidade, com a proposta de fazer pensar e refletir sobre  a realidade”, comenta.

Na rua, além do Anfiteatro da Represa Municipal, os bairros Centro, Vila Ercília, Parque da Cidadania, Jardim Vetorazzo, Eldorado, São Francisco, Vila Toninho, Cristo Rei, Jardim do Bosque, Jardim Santa Luzia, Boa Vista e Maria Lúcia também serão palcos do FIT. Os distritos de Talhado e Engenheiro Schmitt também recebem os espetáculos.

Em espaços alternativos, encontram-se a área do antigo IPA – Instituto Penal Agrícola, Parque Ecológico, Bosque Municipal, Centro Regional de Eventos e ECO – Escola de Competências Deputado Roberto Rollemberg.

A novidade deste ano é que, além do espetáculo de abertura, o FIT também terá um espetáculo de encerramento. O espetáculo “Till, a Saga de um Herói Torto”, do Grupo Galpão (MG) fecha o Festival no dia 16 de julho, às 23 horas, no Anfiteatro da Represa Municipal.

A programação completa, com as datas, horários e locais de apresentação, pode ser vista no site www.festivalriopreto.com.br . A 11ª edição do FIT é apresentada pelo Ministério da Cultura e Petrobras, apoio do ProAC e SESI , patrocínio da Caixa Econômica Federal e Bebidas Poty, e realizada pela Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, SESC-SP e Governo do Estado de São Paulo.

Alguns destaques do FIT 2011:

“Gardênia”, do C de La B (Bélgica)
Este espetáculo vai a fundo na vida turbulenta de nove pessoas, sendo sete indivíduos mais velhos a navegar na zona entre o masculino e o feminino, um homem mais jovem e uma mulher. Cada um carrega a sua própria história intrigante, ora triste, ora hilariante. Inspirado no filme “Así Soy Yo”, em que o fechamento de um cabaré travesti revela a vida privada de um grupo de artistas envelhecidos, o espetáculo induz o instinto humano de voyerismo em um show visual que harmoniza dança e música.

“Where were you on january 8th?”, de Amir Reza Koohestani (Irã)
Em 8 de janeiro, no subúrbio de Teerã, quatro jovens estão ensaiando Jean Genet. Ali, noivo de Fátima, que está fazendo o serviço militar, se junta a eles. Não podendo estar lá e desafiando a lei que proíbe um soldado a carregar a arma em um local privado, ele promete ao funcionário da delegacia que retornaria antes do amanhecer. Obrigado a passar a noite na casa, quando Ali acorda, percebe que a arma desapareceu. Este cenário é o pano de fundo para o jogo que tece uma série de conversas telefônicas depois daquela noite, em diálogos que evocam a real situação dos jovens no Irã, que buscam ser ouvidos.

“Villa + Discurso”, de Guillermo Calderon (Chile)
O espetáculo é composto de duas obras que abordam o problema de construção da memória. Em “Villa”, três mulheres debatem sobre diferentes alternativas para remodelar Villa Grimaldi, um dos principais locais de tortura durante a ditadura de Augusto Pinochet. O que fazer com este espaço preenchido com a memória é a pergunta que buscam responder. Em “Discurso”, há três atrizes representando o ex-presidente Michelle Bachelet, em discurso de despedida de ficção sobre o exercício do cargo, que reflete nas aspirações e frustrações de uma geração que viveu animado com a experiência de escolher o primeiro presidente.

“Se uma janela se abrisse”, do Mundo Perfeito (Portugal)
Um telejornal, dublado ao vivo, por atores e um DJ, substitui o discurso público pelo íntimo e descobre formas alternativas de falar a respeito de um dia que passou. A partir daí, nasce um outro jornalismo, à escala humana de um palco, onde o olhar entre dois atores pode ter a mesma importância que o fenômeno do aquecimento global. “Se uma janela se abrisse” é o telejornal das notícias que nunca chegam ao telejornal.

Site do FIT 2011:

http://www.festivalriopreto.com.br/2011/

2 Comentários “11º Festival Internacional de Teatro de Rio Preto – SP – Brasil”

  1. Fernanda Vollet disse:

    O grupo CiaCômica de Teatro de Bonecos que se formou no IBILCE (atualmente a maioria dos integrantes são alunas e ex-alunas da Pedagogia e Letras) irá apresentar a peça “Vingativa” no FIT 2011, esta será dia 16 de julho às 16h no Teatro Municipal Nelson Castro. Prestigiem!!

Deixar um comentário