José Antonio da Silva – Bois – 22 x 30 cm – guache sobre papel – 1985

Bom Dia Amigos da Coopec! Tudo bem?

Este é o local da atividade da oficina de leitura do livro “Boi, Boiada, Boiadeiro” de Ruth Rocha e José Antonio da Silva. Vamos produzir um pequeno texto na categoria “Educação Cooperativa” do Blog de Aula – Mutirão de Sociologia do Prof. Fábio Fernandes Villela (Unesp – Rio Preto). O livro Boi, Boiada, Boiadeiro, “tem boi, gosto de goiaba, de cana, de jabuticaba; tem música, festa, alegria e tristeza também, tudo feito com a poesia de Ruth Rocha e quadros de José Antonio da Silva”. A ideia central desta oficina é oferecer atividades que oportunizam a vivência de atitudes e valores de cooperação e cidadania. A pergunta que gostaria que respondessem no blog é a seguinte: o que vcs consideram mais importante no trabalho de cooperação destes 2 grandes artistas brasileiros: Ruth Rocha e José Antonio da Silva?  Um grande abraço a tod@s, Prof. Fábio Fernandes Villela.

Boa Tarde Caros Alun@s da Unati! Tudo bem?

A Universidade Aberta à Terceira Idade (UNATI) da Universidade Estadual Paulista (UNESP) sediada na cidade de Rio Preto tem como objetivo proporcionar condições para a integração social de idosos, com mais de 45 anos, no ambiente universitário por meio de atividades e programas de extensão universitária. O curso proposto para a Unati de Educação Cooperativa procurou apresentar duas formas de ver e estar no mundo: competição e cooperação. O curso apresentou reflexões sobre as implicações sociais da competição na organização social contemporânea e a cooperação como forma de desenvolvimento no campo educacional. A pergunta para os participantes é a seguinte: segunda sua vivência pessoal, quais as práticas de competição e de cooperação que acompanham a trajetória humana desde tempos imemoriais? Um grande abraço a tod@s, Prof. Fábio Fernandes Villela.

Para obter maiores informações sobre o projeto na Reitoria acesse o seguinte link:

http://www.unesp.br/portal#!/terceira-idade/

O Curso de Pedagogia do Ibilce – Unesp – Rio Preto

On abril 11, 2012, in Coord, by Fábio Fernandes Villela

Bom Dia Futuros Alunos da Pedagogia – Ibilce – Unesp – Rio Preto!

Tenho recebido diversos pedidos de informações sobre o curso de Pedagogia do Ibilce – Unesp – Rio Preto. Segue abaixo algumas informações gerais sobre nosso curso.  Alguns sites importantes da Unesp são:

1) A página do Departamento de Educação do Ibilce – Unesp – Rio Preto:

http://www.ibilce.unesp.br/#156,156

2) A página com informações sobre a Estrutura Curricular:

http://www.ibilce.unesp.br/#1450,1451

3) A página do nosso Instituto - Ibilce –  Unesp  – Rio Preto com mais informações:

http://www.ibilce.unesp.br/

4) O Portal da Unesp:

http://www.unesp.br/

Acredito que nesses sites vcs encontrarão todas as informações que buscam sobre a nossa Universidade. Um grande abraço a tod@s! A gente se vê na Pedagogia – Ibilce – Unesp! Prof.  Fábio Fernandes Villela.

Informações Gerais sobre a Pedagogia – Ibilce – Unesp – Rio Preto

O curso de Pedagogia do Ibilce – Unesp – Rio Preto é gratuito e ministrado no período noturno. Teve seu início em 2004 e compreende diferentes áreas do conhecimento, concentrando-se nos estudos referentes à educação, com atividades teóricas e práticas. Integram o currículo disciplinas como: Filosofia, Psicologia, História, Sociologia, Didática, Metodologias do Ensino Fundamental e Médio, Alfabetização, Métodos e Técnicas de Pesquisa, Estágios Supervisionados, entre outras. A profissão é regulamentada pela Lei de Diretrizes e Bases 5.692, de 1971 e por estatutos estaduais do magistério.

O papel do pedagogo, hoje, é bastante amplo. Cabe a ele, por exemplo, atuar na formação de professores e no planejamento e funcionamento de cursos, escolas e instituições de ensino de uma forma geral. É o único profissional habilitado – por lei e formação – a preparar, administrar e avaliar currículos, orçamentos e programas escolares, além de poder atuar em atividades de pesquisa.

O mercado de trabalho para o pedagogo é amplo. Ele pode trabalhar em escolas públicas e particulares de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, empresas – no treinamento de pessoal – clínicas psicopedagógicas, Delegacias de Ensino e escolas para alunos especiais. Se quiser preparar-se para o Ensino Superior, o pedagogo pode realizar cursos de pós-graduação em Educação, Psicologia da Educação, Educação Especial e demais áreas das Ciências Humanas.

O curso de Pedagogia do Ibilce – Unesp – Rio Preto tem uma estrutura curricular abrangente, capaz de abordar todas as teorias pedagógicas que fazem parte da Educação. Os profissionais graduados nessa área podem atuar na pré-escola, primeiros anos do Ensino Fundamental e também nos programas de alfabetização de adultos.

Com duração de quatro anos, o curso de Pedagogia da Unesp do Rio Preto  tem sua importância reconhecida pela LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) e prepara de forma conceituada os estudantes para a docência. O mercado de trabalho do pedagogo não se restringe a sala de aula, ele também pode ocupar cargos de coordenar ou diretor da escola, assumindo assim atividade de supervisão e administração.

A Pedagogia do Ibilce – Unesp – Rio Preto já ficou em 2ª lugar no ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes do MEC), um formador de educadores focado nos mecanismos de aprendizagem e na didática das aulas. Ao longo dos anos de faculdade, o estudante faz estágios para colocar em prática os conhecimentos teóricos e desenvolve dinamismo em contato com as crianças. O curso de pedagogia é oferecido pelos campus de Araraquara, Bauru, Marília, Presidente Prudente, Rio Claro e São José do Rio Preto (a maioria no período noturno).

Entre as inovações propostas pela Unesp nos últimos anos, destaca-se o curso de pedagogia da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo). A graduação a distância nessa área é possível devido a moderna estrutura didática da Univesp. A plataforma de aprendizagem é adepta a tecnologias inovadoras, fornecendo desse modo materiais modernos para complementar as aulas.

Em 2012, serão preenchidas aproximadamente 1.500 vagas para o curso a distância de pedagogia Unesp, sendo que os pólos para as aulas estão distribuídos em 21 cidades paulistas. Com duração de três anos, o curso conta com o apoio do Governo e visa habilitar os professores da educação infantil. Para se tornar um aluno do curso a distância é necessário ser aprovado no processo seletivo.

Aniversário do Ibilce – Unesp – Rio Preto

On abril 10, 2012, in Coord, by Fábio Fernandes Villela

(Ibilce – Unesp – Campus de São José do Rio Preto)

Bom Dia Caros Alunos! Tudo bem?

No dia 10, terça-feira, o câmpus de Rio Preto da Unesp – o Ibilce (Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas) – completou 55 anos,  e foi realizada uma série de atividades, abertas também à comunidade externa, com o objetivo de relembrar a história da instituição e de debater o papel da universidade. Segue abaixo maiores informações sobre a programação. Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.

Programação

O dia do aniversário contará com palestras e mostras de arte que relatam a história do Instituto; lançamento de livros também marca a data.

As ações celebrativas começam às 8h30 no saguão do prédio principal do Ibilce, com a apresentação da Bateria Psicoteria, seguida do hasteamento de bandeiras no jardim central. Depois, no Auditório A, será realizado o lançamento do livro Reforma Universitária: Interações Conflitantes, da professora aposentada Zuleika Aum Attab (Pedagogia), e da obra Probióticos e Seus Efeitos Terapêuticos na Saúde Humana, da professora Ana Lúcia Barreto Penna (Engenharia de Alimentos) em coautoria com as alunas de pós-graduação Janaína dos Reis, Sabrina Casarotti e Aline de Paula.

Após a pausa para o coffee-break, entrará em cena a mesa-redonda “Ibilce 55 anos”, com a presença da professora Hermione Elly Melara de Campos Bicudo (Biologia) e do professor Carlos Daghlian (Letras), ambos professores eméritos – título atribuído pela Unesp aos docentes aposentados que alcançaram posição eminente no ensino e na pesquisa –, e do professor Wilson Maurício Tadini (Matemática), diretor entre 1994 e 1998, que foi o primeiro diretor ex-aluno do Instituto.

Durante todo o dia, estará exposta no saguão a mostra de pintura óleo sobre tela intitulada “O Ibilce”, do artista plástico e chefe do setor de gráfica, Maurício Borim. Uma mostra com fotos antigas do Ibilce também será instalada. O objetivo de ambas as exposições é contar a trajetória do Instituto por meio de imagens que resgatam o seu passado.

Já na parte da noite, será ministrada uma palestra pelo professor José Arana Varela, diretor-presidente do Conselho Técnico da Fapesp e titular do Instituto de Química da Unesp de Araraquara. Com o título “A produção científica e sua transferência para a sociedade”, a palestra será realizada às 19h30 no Auditório A.

A vice-diretora da Unesp Rio Preto, Maria Tercília Vilela de Azeredo Oliveira, afirma que a comemoração será uma forma de aproximar mais o Ibilce da comunidade rio-pretense. “Essa valorização do passado é fundamental para mostrar aos mais jovens os principais acontecimentos do Ibilce ao longo de sua história e a forma como eles impactaram na nossa sociedade, além de apresentar os caminhos que ele tomará”.

Livros

Com prefácio do professor Aziz Nacib Ab’Saber, reconhecido geógrafo brasileiro que foi diretor da Unesp de Rio Preto e veio a falecer no dia 16 do mês passado, o livro Reforma Universitária: interações conflitantes,  da professora Zuleika Aum Attab, traz um relato histórico dos conflitos em torno da reforma universitária ocorridos desde a implantação da Fafi, em 1957, os quais se arrastaram por muito tempo, mesmo após a integração da faculdade à Unesp, em 1976.

O objetivo da reforma era a constituição de um rígido sistema departamental: “Os professores que a propuseram eram visionários, mas a sociedade e alguns docentes, muito conservadores, não estavam preparados para recebê-la e concretizá-la. O interessante é que, hoje, porém, vemos resultados evidentes dessa tentativa pioneira: os cursos apresentam essa estrutura departamental”, avalia Zuleica.

A autora relata que, no período da ditadura militar, a reforma passou a ser ainda mais complicada. “Com um triste episódio de terrorismo cultural, muitos dos professores foram cassados como comunistas”, conta. Essa história é lembrada com muita dor por ela, que lhes tinha grande admiração. “Meu maior orgulho em concretizar esse livro é para ele ser usado como instrumento de defesa a esses professores injustiçados”, diz.

Já a obra lançada pelas pesquisadoras de engenharia de alimentos aborda os probióticos – microorganismos vivos, capazes de melhorar o equilíbrio microbiano intestinal, produzindo efeitos benéficos à saúde humana. “Os alimentos, que contêm esses microorganismos, promovem diversos efeitos terapêuticos, como o controle da microbiota intestinal e a sua estabilização após o uso de antibióticos, o controle de infecções gastrointestinais, a melhora do metabolismo da lactose, a redução do nível de colesterol, a prevenção de diarreias e a estimulação do sistema imunológico”, explica a docente Ana Lúcia Barreto Penna, uma das autoras.

A Unesp de Rio Preto/ Ibilce

A história da instituição teve início em 1957, com a criação da Fafi (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras), que funcionava em salas emprestadas do Instituto de Educação “Monsenhor Gonçalves”. Em 1960, a Fafi foi trasnferida para um prédio na rua General Glicério, onde atualmente funciona a Secretaria Municipal de Educação. Em 1976, com a fundação da Unesp (Universidade Estadual Paulista), é criada a nomenclatura Ibilce (Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas) para representar o câmpus de Rio Preto da universidade.

Hoje, a instituição abriga 217 docentes, 210 servidores, 2.126 alunos de graduação e 1.065 alunos da pós-graduação. São oferecidos nove cursos de graduação e onze de pós-graduação, situados nas três grandes áreas do saber: humanas, biológicas e exatas.

Bom Dia Caros Alunos! Tudo bem?

O Ibilce recebe, até quinta-feira (05/04), inscrições para curso de mandarim ministrado por professora nativa, vinculada ao Instituto Confúcio na Unesp – instituição que é resultado de um convênio entre a Unesp e o governo da República popular da China, em parceria coma Universidade de Hubei. Há duas modalidades: módulo I, para quem nunca cursou o idioma, e módulo III, para quem já cursou os dois módulos anteriores oferecidos pelo Ibilce. Ambas as modalidades têm 35 horas/aula.

Além da própria comunidade do Ibilce, podem participar adultos e jovens a partir de 15 anos que já tenham concluído o ensino fundamental e que tenham interesse pelo idioma. Os alunos do módulo I terão um contato inicial com a língua, por meio do alfabeto Pinyin e ideogramas, para o desenvolvimento de habilidades orais e escritas. Já quem cursar o módulo III irá aprofundar o conhecimento das características orais e escritas da língua para que possa compreender textos simples, técnicos e gerais do mandarim.

As aulas do módulo I iniciam-se no dia 9 de abril, segunda-feira. Já as do terceiro módulo começam na terça, dia 10. A frequência mínima obrigatória do curso é de 70%. A coordenação é do professor Douglas Consolo, do Departamento de Letras Modernas.

 - Mandarim – Módulo 1: de 04 de abril a 20 de junho de 2012, às segundas e quarta-feiras, das 19h30min. às 21h, no Ibilce – Unesp – Rio Preto.

- Mandarim – Módulo Intermediário 1: de 04 de abril a 20 de junho de 2012, às segundas e quarta-feiras, das 17h45min. às 19h15min., no Ibilce – Unesp – Rio Preto.

- Mandarim – Módulo 3: de 04 de abril a 20 de junho de 2012, às terças e quinta-feiras, das 19h30min. às 21h00min., no Ibilce – Unesp – Rio Preto.

Inscrições

Os interessados da comunidade externa ao Ibilce devem se dirigir até a Faperp (Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de São José do Rio Preto), das 9h às 11h e das 14h às 16h, munidos do xerox do RG e do comprovante de escolaridade (a escolaridade mínima exigida é nível fundamental completo). O valor das inscrições é de R$ 50, mais a taxa da primeira parcela do curso, também de R$ 50.

No caso dos integrantes da comunidade do Ibilce, as inscrições são feitas na Seção Técnica de Comunicações, das 9h às 11h e das 14h às 16h. O interessado deverá preencher uma ficha de inscrição e estar munido do xerox do RG e do valor da taxa de regulamentação da Unesp (R$ 13), que será recolhida no Seção Técnica de Finanças. O curso para esse público é gratuito.

Confúcio

O Instituto Confúcio na Unesp tem como missão o ensino da língua chinesa, a divulgação da cultura e da história da China e o fortalecimento do intercâmbio cultural e acadêmico entre o Brasil e a China.

Visite o site do Instituto Confúcio na Unesp: http://www.institutoconfucio.unesp.br/

Saudações, Prof. Fábio Fernandes Villela.